Lixo é lixo!

O dia-a-dia é a maior inspiração que se tem. Tanto pra quem escreve, quanto pra quem observa, quanto para aquele disposto a aprender.
Essa semana fui em um açougue e umas mulheres estavam sendo atendidas na minha frente, pareciam estar comprando carne para um churrasco. Eu costumo comprar no mesmo lugar e sou sempre bem atendida, me atendem com educação e respeito. Enfim, uma das jovens senhoras, que deveria ter entre 35 e 45 anos, pediu 4 ks de carne para churrasco e foi prontamente atendida, os 4 kgs deveriam custar 88 reais, mas, passou um pouco na pesagem, indo para 92 reais. Enfim, uma das amigas, começou a gritar que estava sendo roubada, o espaço estava cheio, a outra amiga engrossou o coro._ Pensa que somos idiotas? Ao contrário do Sr. que ñ estudou eu sei fazer contas. O acougueiro constrangido, insistiu, olhe a balança, ou seja... observe que o peso passou. As mulheres começaram a gritar:
_ Além de achar que sou burra, acha que sou cega? O sr é um idiota. E abandonando a carne na balança, começaram a xingar o
Homem que começou a ficar irritado, e estava com aquele facão na mão que em meus olhos premeditadores já viam a tragédia se aproximando, ainda mais que o açougue estava cheio de homens e mulheres que podiam comprar a briga uns dos outros. Peguei por cima do balcão na mão do açougueiro e disse a ele, olhando firme em seus olhos: _ Não carregue para si, o lixo dos outros, quem dorme mal, acorda mal, você não sabe como foi o dia delas. Parece que por 1 instante, ele se desligou daquilo, fez sinal de joinha para as mulheres que saíram possessas do estabelecimento. Quando fui pagar a minha conta, o travesti que atende no caixa, tremia tadinho, parecia que a confusão o atingiria tambem, segurou minha mão e agradeceu, disse: _ obrigada, elas ñ sabiam com quem estavam mexendo. Ou seja, algo podia dar errado naquele dia.
Não carregue pra si o lixo do dia alheio.Muita gente anda por aí carregada de lixo, cheias de frustrações, cheias de raiva, traumas e desapontamentos… Muito lixo tóxico que ñ pode ser descarregado e à medida que suas pilhas de lixo crescem, elas precisam de um lugar para descarregar e, às vezes, descarregam sobre o primeiro que cruza o caminho delas, com a caçamba aberta pra receber a carga.
Se uma pessoa tenta te humilhar, te ofender. Isto não é problema seu! É dele! Segure a raiva, conte até 10 em seu subconsciente, ñ queira ser o barraqueiro, isso ñ mostra seu poder, mostra sua razão, passei por isso há 1 mês atrás em um aeroporto em uma situação que se eu ou o Alexandre perdessemos o controle da situação poderíamos ser deportados e até perder minha abertura diplomática. Calcularam a dimensão? Não pegue o lixo de tais pessoas e nem o espalhe sobre outras pessoas no trabalho, em casa, ou nas ruas. Fique tranquilo… respire… Uma hora o lixeiro vai passar!
Pessoas sensatas, não deixam os caminhões de lixo atrapalharem seu dia.
Não se entupa do que querem descarregar em você. Limpe os sentimentos ruins, aborrecimentos do trabalho, picuinhas pessoais, ódios e frustrações.
Ame as pessoas que te tratam bem. E trate bem as que não o fazem. Se afaste. Lixo fede em qualquer lugar do planeta, quando sentir o cheiro, se afaste. Há pessoas que o interior está em adiantado estado de decomposição e o exterior está intacto.

PENSE NISSO!

" Nem todo lixo é reciclável, afaste- se de situações e pessoas tóxicas"
Namastê!  Feliz domingo!

Fragmentos ñ publicados

"E o tilintar das folhas batendo umas nas outras com o roçar do vento, me trazem além de lembranças foscas, lembranças tão brilhantes como um painel neon desses que iluminam os arranha-céus em New York. Vidas e pesssoas que vem e que vão.Pra que tantos planos? Se tudo pode mudar em instantes, por querer ou por engano?  Sorrisos e lágrimas dessa caminhada chamada vida. E o vento me saúda mais uma vez com o tilintar de folhas me acordando pra vida. Não há paz maior que a paz de suas escolhas, mesmo as erradas, são  suas escolhas, precisamos acomodá-las em nosso coração. Não carregá-las como fardos do se não. Acomodá-las, pois são eternamente suas. Algumas que te mudaram pra melhor, algumas que te mostraram o pior que há em você. O amadurecer que te deixa ressabiado. O galo Dhiogo,  canta fora de hora, como assim? Fora de hora? É a hora dele, ele não anda teleguiado por relógios e rotinas, e me olha , pq galo olha fundo, galo olha igual amante, isso é fato, e canta novamente com mais força, deixando em estado de alerta o macaco na goiabeira, que mexe a cabeça para um lado e para o outro, não como quem diz "não" como quem diz:_ Que lsso?
 Observa o vizinho de território, mas, nem tchum pra ele, segue a procura de suas frutas, o ser humano deveria aprender mais com os bichos. A hotweiller gigante, mas ainda bebê, vem esgueirando pela casa , seguida pela pequena Galega, a vira-latinha mais engraçada do mundo, jogo um pedacinho de pão, as duas brigam, a galega com seus dentinhos, gruda na canela da Frida, parecem eu e minha irmã quando éramos pequenas e tudo era motivo para disputas, a Frida ignora, sabe que é mais forte, dá só um chega pra lá e A Galega cai longe, mas, parece rir pra grandona, volta e pega o pão, as baixinhas são mesmo ousadas e brabas.  O macaco encontra mais dois dos seus, parecem conversar, queria estar agora com meus irmãos e poder conversar assim, sentados no galho de uma goiabeira, sem tempo correndo, sem nos preocuparmos que embaixo não tem rede de proteção, sem nos preocuparmos que a fruta não está lavada. É só natureza... é o ritmo verdadeiro da vida. A galinha faz um som que já me é familiar, vem ovo fresco por aí, uma maravilha no pão quentinho com manteiga fresca e café bem quente pra começar o domingo. A grama do quintal começa a pegar, fico feliz, a lama me espanta. Queria meu pai aqui, partiu cedo, iria gostar de cantar e tocar violão nesse espaço. O Rio Nilo, (nomeei ele tbm), ñ é grandioso, mas é presente,  com seu ruído vivo no fundo do quintal me lembra que como a água, a vida flui, encontra seu jeito de passar pelas pedras, de arrastar os cascalhos, de carregar a vida, mesmo quando essa está pesada contra a correnteza. Caminhos e escolhas que nos moldam, nos ensinam. Os macaquinhos vão para as bananeiras, são 5 tipos de bananas e eu achava que só existiam duas, as lembranças da vida me levam ao dia em que na semana do índio , a escola da filha mais velha pediu 3 kgs de banana prata e cheguei em casa deixei as bananas na mesa, saí para dar aula e quando voltei a filha chorava, a banana tinha que ser prata e não amarela, dizia ela, lembrança boa, que aquece coração de mãe a distância, mesmo sendo mãe que deu asas grandiosas, no cantinho do coração existe uma caixinha que guardo todas as lembranças doces e amargas que os filhos deixam. Algumas trancadas a sete chaves, outras, que se embalam soltas como o farfalhar do vento. Um visitante me observa do muro, um gambá dos grandes, deve estar a espreita de ovos frescos e das galinhas coloridas.
_ Sai pra lá amigo, um dia deixo ovos aqui na mesa externa para seu deleite. Por enquanto são meus.
O limoeiro Minguinho está  carregado, me lembra que está na hora de ligar pra mãe, pra sogra, saber como estão, elas adoram esse limão. As maritacas passam batendo o bico e despertando pra hora. Já estou aqui há duas horas, olhando a natureza e a vida em comparação.Escuto o som da louça na Pia, a filha mais nova, já está acordada.  É a grama que nasce, a flor que cai, a pedra que firma o muro natural, o sol que esquenta a pele e o café que esquenta a alma que já sente saudades do amor que saiu há poucas horas, despertando a cama fria de sua ausência, amor que vai, mas, volta, pra meu deleite de amar intensamente estar viva.

(FRAGMENTO DE UM LIVRO AINDA Ñ ESCRITO) IZABELLE VALLADARES MATTOS



Não se deixe acomodar em uma relação a dois!

Não se deixe acomodar em uma relação a dois!  
Começando a semana, sempre reflexiva, penso no que nos transformamos para nos acomodarmos em um relacionamento “estável” socialmente.
Para começar, relacionamento bom é o consigo mesmo, você se entende, sabe o que você quer, sabe o que lhe falta, sabe o que deseja, sabe o que lhe atrai os olhos e o que lhe repele, quando passa a ter que se relacionar com outrem, pois na verdade temos essa necessidade, e tiro o chapéu para quem não tem, passamos a ponderar a nós mesmos para se enquadrar em uma outra pessoa e quando isso acontece,muitas das vezes, deixamos nosso “eu “ em stand by, as vezes por uma pessoa que só está ali por estar, não porque você é indispensável na vida dela, mas, talvez, porquê você seja o monte de travesseiros que lhe acomodam como ele sempre quis ser acomodado, e enquanto ele se acomoda , você se incomoda! Então a pergunta clássica.Será que é você que está no lugar errado?
Muitas vezes me sinto assim!
Não sou a politicamente correta, amo intensamente, vivo intensamente, mas sempre sou a primeira a chutar o pau da barraca quando a relação me incomoda. Isso representa pra mim qualquer relação interpessoal, não apenas no amor, porque sempre me escolho, e todas as vezes que pensei em escolher outra pessoa no meu lugar, me dei mal com isso.
Acomoda-se em uma relação quem é acomodado consigo mesmo! Falta de coragem em ser você mesmo, falta de coragem pra dizer ao outro, olha... essa relação não está legal. O medo de ficar encalhado,acaba te encalhando em uma ilhota falsa, onde você está cercado de água, sol e mar, e rodando em falso, em círculo vicioso, mal resolvido. Não está contente consigo mesmo e não encontra forças para dar um basta naquilo, para admitir para a sociedade que errou, que não era bem aquilo que as pessoas achavam, e que estar infeliz não é sua praia. Esse tipo de relação indicam um ganho secundário.Ela Vale a pena de alguma forma. Entretanto, o preço que paga é muito alto, pois não se realiza. Fica devendo para si mesmo e este é um caminho da infelicidade. Quem lhe quer bem, te conhece, sabe o que te agrada e não vai fazer joguinhos de infelicidade com você. Se o seu parceiro ou parceira, chefe ou filho, ou amigo não se importa mais em lhe agradar, em lhe tratar bem, em lhe conquistar, pode ter certeza que você está valendo nessa relação tanto quanto uma nota de 3 reais.
Esse comodismo pode ser gerado por questões financeiras, pode ser que você não tenha auto-estima suficiente para aceitar que outras pessoas podem te amar muito mais, pode ser que seja muito reprimido sexualmente, pode se sentir inapto para conquistar alguém bacana. Assim, você desiste de procurar uma pessoa melhor para sua vida e se acomoda com o que tem. E essa aceitação, gera uma corrente de infelicidade que uma hora você pode acordar e se deparar com ela até o pescoço. Você dá sinais, não é de uma hora pra outra. Como aquele relacionamento de mil beijos, bilhetinhos, carinho, sexo bom, reciprocidade foi virando algo que beira o frio ou beira a tensão e você se permitiu isso? Calma... ambas as partes podem se permitir, decepções não ditas, conversas pela metade, opiniões que poderiam ser dadas e não foram, tudo isso, pode gerar um pequeno incômodo e uma hora virar um incômodo desnecessário em nossas vidas.
Os homens costumam reclamar que nós mulheres falamos demais, e com certeza algumas vezes deve ser um saco, pois quando conhecemos homens que falam demais também queremos correr deles, ainda mais quando não estamos acostumados, mas, quando estes falam de menos, é muito pior, porque estão sempre com a resposta na ponta da língua para lhe dar, mas, por algum bloqueio machista, não conseguem lhe dar, não falam de sentimentos, não falam que querem sexo diferente, não falam se já sentiram desejo por outra pessoa, mesmo estando com você, enfim, não se mostram humanos, só na hora em que erram e falam a frase nababesca pitoresca “ errar é humano” mas , ops... conversar e sentir, também é humano, beijo é humano, carinho é humano. Não somos como cachorrinhos que no final do dia ganham dois afagos na cabeça, ração fresca, e vamos sair felizes abanando o rabo e depois ouvirmos a célebre frase... o melhor dos amigos, o mais fiel, esse não me abandona. Não somos cachorros, esse amigo cão, não dorme com você, não precisa conversar contigo, não precisa pagar contas e agüentar seu stress, é sua companheira que faz isso, nada contra a fidelidade canina, mas, não podemos comparar uma relação com a outra.
As mulheres costumam ser mais exigentes para se relacionar e, quando não estão bem, querem mudanças, e se nada é feito, acabam se separando, na esperança de ter algo melhor. Os homens costumam ser mais covardes para isso. Eles tem sido mais preguiçosos para se conhecer e crescer pessoalmente. Isso é fato!
E não adianta só culpar o outro pelo fracasso da relação. Você pode também catar no seu baú sua parcela de responsabilidade por isso. O ideal é que o casal saiba conversar e entender a participação de cada um pelos acertos e desacertos da relação. Ninguém é perfeito, as relações não são perfeitas.Não somos Lego. Sabendo disso, é possível ter inteligência e criatividade para dar a volta por cima, reinventando a relação ao constatar que não está bem. Se o casal não tiver esta capacidade, ou se acomoda, ou terá de enfrentar a separação.
Não se iluda iludindo o outro. Seja “Resiliente” mil vezes se for preciso, aprenda com o erro e recomece. Não faça figuração em sua própria vida. Eu estou em um relacionamento bom no momento, mas , já começa a apresentar falhas, se estas falhas persistirem, não serei eu que vou cruzar os braços e aceitar que passei dos 40 e essa pessoa pode ser a minha tábua de Salvação, não farei jamais, assim como, não serei como Tom Hanks no Náufrago que vai buscar amizade com a bolinha de Tênis, a nossa volta tem muito mais coisas a serem vistas e vividas. Não se acomode a infelicidade, ela não te merece.E na maioria dos fins, não é falta de amor que leva a separação, é a falta de ingredientes indispensáveis em uma relação interpessoal, confiança, diálogo, flerte. Como é bom acordar com alguém romântico, receber presentes, declarações públicas e íntimas de afeto, sentir-se desejado, amado, querido. Ver nos olhos da pessoa a alegria em te encontrar, causar frisson, tesão , agora, quando encontramos uma pessoa que falta pouco fazer o sinal da cruz quando te encontra, ou dá aquela suspirada profunda, tipo...Round Four, tenha certeza, é você que está se auto sabotando na vida.
Muitos motivos empurram ao comodismo do relacionamento, Não é só falta de amor o motivo. Falta de dinheiro, de responsabilidade, de comunicação, de respeito, tudo isso atrapalha muito. A boa notícia é que muitos homens hoje em dia já estão correndo atrás do prejuízo, procurando terapias para se conhecer melhor. Também existem muitas mulheres que não conseguem se enxergar na relação e assim colaboram para a falência da mesma.
Observe quem você se relaciona. Muitas horas no celular com você ao lado, criatividade zero na cama e fora dela, distância, mundos diferentes, diálogos secos, quando te conquistou era de um jeito e agora não é mais a mesma coisa? Tente, mostre, converse, faça fazer sentido, não mande indiretas, mande diretas, jebs e joelhadas, se ainda assim a pessoa não notar o que precisa mudar, mude então você... Mude de casa, mude de planos, mude de status, mude o cabelo, troque a fantasia, mas, não mude quem você é. Não se relacione de qualquer jeito, Não fique por ficar, não fique pequena em uma relação onde você precisa ser o mundo todo.
Não conviva com mau humor com grosserias, você merece mais que isso. Excesso de críticas, falta de paciência para sonhos, isso tudo indica um abismo sem volta. Amar não é fácil, mas, mais difícil ainda é ser infeliz. Não se mate homeopaticamente para agradar ninguém, a sociedade não merece isso. Seja mais você! Você pode! Boa semana para todos nós!
A Bíblia diz: ama a teu próximo como a ti mesmo, por mais simples que pareça esta frase, muitas vezes pensamos que o principal dela é o amar ao próximo, mas, muitos não entendem que para conseguir amar ao teu próximo, primeiro precisa amar a ti mesmo, para que este seja o reflexo do amor ao teu próximo. Amar a si mesmo,não é vaidade, egoismo ou arrogância, talvez por isso, este amor por nós mesmos, muitas vezes não seja estimulado desde pequenos, pois desde pequenos estamos sempre desesperados para atender aos desejos dos outros, as expectativas dos pais, as exigências do mundo adulto, como se fosse necessária essa resposta para sermos amados por eles. E muitos de nós, deixam de focar no amor em si mesmo e perde o milagre de enxergar o nosso papel no universo, que é único e muito especial. Amar a si mesmo te coloca em sintonia com o universo, o amor é respeitoso, generoso, solidário, e com o amor e esta sintonia universal, recebemos do universo o mesmo que oferecemos. Está na hora de cuidarmos de nós, como fazemos com nossos filhos,  estimulando, ensinando a ser corajoso, mostrando sua capacidade, temos que fazer o mesmo conosco, todos os dias, nos disciplinar e nos admirar acima de tudo. Amar a si mesmo é muito simples, comece aprendendo a perdoar, parece simples, mas ás vezes é muito difícil, mas quem se ama , não pode levar consigo o peso do rancor.
Lembre- se sempre... por pior que seja uma falha, ela é o caminho para o acerto, aceite o tropeço e siga em frente.
Procure rir, acordar sorrindo, mesmo que tudo conspire para isso não acontecer, a maneira como você dá o seu bom dia, refletirá na maneira como irá receber bem o seu dia. E as outras pessoas irão pensar da mesma forma. Se você quer ser tratado com carinho, trate com carinho, mas se alguém não lhe retribuir da mesma maneira, afaste-se, você só merece o melhor da vida.
Cuide do seu corpo, ele é sua morada, sua casa entregue no momento em que você nasce e um dia vai se mudar dela. Ame e cuide da casa onde mora. Descubra o que gosta de fazer, não faça exercícios que causem sofrimento, pois não pode se autoflagelar, se não aguenta correr, ande, procure um lugar bonito, que lhe agrade, faça sempre o que faz bem para a sua vida. Alimente-se bem, hidrate-se, pense duas vezes antes de ingerir coisas que sabe que farão mal para a sua casa, isso é um ato de amor por si. Não convidamos para nossa casa, pessoas que não gostamos, pense assim em relação ao seu corpo.
Olhe-se no Espelho, ame-se, enxergue-se, diga para si mesmo...Eu te amo de verdade! Pode achar até que está enlouquecendo ou sentir vergonha até de dizer isso para si mesmo, mas se fizer isso diariamente, vai ver como sua energia interior ganhará novo impulsionamento.
Bom dia pra você que como eu... se ama!
Izabelle Valladares
#eumemamo #eumeamo #nãopossomaisviversemmim

Não quero Migalhas!

Muitas vezes esperamos mais dos outros do que eles podem nos dar, mas, isso não é uma questão de obrigação eterna , e sim, uma questão do que você pode se adequar ou não. Não é uma questão de gênios, é uma questão de princípios. Se você se acomoda ao mínimo ou as migalhas que outro alguém está pré-disposto a lhe servir, você será cada vez mais mal servido, porque há pessoas que só se acostumaram com as migalhas. Se quer um amor pleno, busque o amor pleno, não importa quantas vezes precise errar até acertar, mas, abrir os olhos e ver um relação vazia é pouco demais para qualquer ser humano. A vida a dois precisa ser leve e completa, as demonstrações de amor precisam ser chatas,repetitivas, externadas, extremas, se for para não causar, não precisa tentar amar, aprenda a ser solitário. O ser humano é tudo aquilo que transborda em si, se somos felizes transbordamos felicidade, se somos amados transbordamos amor, mas se estamos tristes ou frustados, transbordamos solidão e a pior solidão transbordada é a solidão acompanhada. É caminhar sozinho mesmo estando junto, é perceber que a cama está apertada, mas, os abraços estão cada dia mais largos, mais raros e mais vazios. Triste do ser humano que se permite viver assim, que segue a vida toda sozinho até perceber que o tempo passou. Não deixemos nunca nosso tempo passar. Bom é viver em par! É TEMPO SÓ DE SER FELIZ. BOM DIA PRA QUEM É DO DIA!

Se Afastar de Certas Pessoas às vezes nos faz mais bem do que parece!

Ás vezes olhamos nossa casa e vemos que precisamos mudar um pouco as coisas de lugar, deixar o ar circular de outra forma, tirar aquele pó de cima do Guarda-roupas que nenhuma faxineira enxerga, rasgar papéis que não significam mais nada, eliminar revistas e notícias antigas, ou seja, se livrar do que não tem mais importância.
Assim também é com as Pessoas. Algumas pessoas estão em nossa vida como o Lixo do HD, apenas ocupando espaço. Relações que se quebram,cacos que insistimos em juntar com a super cola, mas que de forma alguma ficarão da mesma maneira. 
Mágoas são superadas todos os dias, mas, por mais que sejamos da turma do deixa disso, rancor não me leva a lugar algum, penso também justamente o contrário, essas relações não nos levam também em lugar nenhum e estamos cultivando o nada. 
Não é uma questão de você ser carente, ou querer mais atenção que o resto do mundo, ou da coisa clichêt de que... você precisa sempre e se uma vez não te servir é a pior pessoa do mundo, porque as pessoas que te gostam de verdade, elas vão sim te servir sempre, elas vão sim ser gratas, vão sim te enxergar quando estiver em alguma situação de vulnerabilidade, vão sim ser ouvidos, isso é uma questão de RECIPROCIDADE! E em qualquer relação é preciso ter reciprocidade. Isso não é rancor, ou vingança, ou stress, isso é decepcionante. Para que se importar com alguém que só te procura quando tem interesse? Com quem nunca pode te atender pois sempre arruma uma desculpa, quem não larga o celular quando você está cara a cara com ela, e entender que não devemos gerar expectativas com quem não está nem aí pra nós. Você gostar de alguém não significa que também será Gostado, significa só que você gosta de alguém e nem sempre essa pessoa te vê da mesma maneira.
De vez em quando você tem que ter feeling, sensibilidade e diplomacia para se resguardar e se afastar. Temos que aprender que tolerância não é passar uma vida a Espera de que a outra pessoa demonstre algo por você. Precisamos de pessoas ao nosso lado, âncoras são desnecessárias em nossas vidas. Muitas vezes temos que acordar,isso se aplica a qualquer relação, principalmente as familiares, não é porque uma pessoa é sua irmã que ela tem obrigação de Gostar de você como você gosta dela, que ela vá ter a mesma consideração, não é porque é seu genro ou nora que tem obrigação de ser seu amigo, mas, isso também te mostra que você não tem obrigação de manter aquela pessoa em sua vida. Ela vai continuar no lugarzinho dela, com as relações dela, bem longe de você e você também vai fazer o mesmo, sem desejar mal, sem torcer contra, sem virar cara, simplesmente, seguindo o seu caminho.
Algumas Histórias merecem fim, não merecem trilogias fantásticas, muito menos virar série da netflix que nos viciam. Até nosso coração precisa de Faxina. Temos que ser fortes para abrir mão do que já foi importante e perceber que novos personagens importantes precisam ganhar espaço na Trama de nossa vida. Como se estivéssemos em uma festa, marcando uma cadeira com a bolsa para uma pessoa que você queria por perto e ela ignora aquilo e vai sentar do outro lado do salão.
Não se canse com pessoas assim, não se “Pode” para caber em vaso ruim, Vaso ruim não vai te fazer florir nunca. Não sinta culpa por se achar importante demais para alguém lhe tratar com desdém ou com distância. Mantenha a seu lado quem te cuida, quem se importa com o seu sorrir, não perca tempo agradando quem não quer seu agrado, seja criança, adolescente, adulto, velho, isso não importa, mantenha perto de você quem quer estar com você. 
Não se obrigue a levar para dentro de sua vida, quem não quer estar ali, seja filho, enteados, amigos, primos, abra a porta da Vida e deixe sair quem não precisa ficar. E se preocupe em ser mais feliz assim... Hoje é dia de faxina. A porta da rua é e sempre será serventia da casa para quem se permite sair e para quem se permite ficar. Namastê!
Boa Noite!

Escritores da Região dos Lagos destacam-se em Encontro Lusófono em Portugal.

A Associação Internacional de Escritores e Artistas, estará presente no 4° Encontro de Cultura Lusófona que acontecerá em Viana do Castelo- Portugal.
Cabo Frio estará representado nesse encontro por Izabelle Valladares e por Carlos Augusto Pires, ambos escritores, ela niteroiense residindo em Cabo Frio e ele Cabofriense, representando a cultura local.
O Encontro acontecerá na Escola Superior de Viana do Castelo, a mais importânte Universidade da Região do Minho e os autores Participam do Livro Vozes Portuguesas, livro do Núcleo Acadêmico de Letras e Artes de Lisboa.



As Gatas





Gata, Felina, quando passas, tu sempre aprecias,
Pela beleza, o carisma, o fino trato,
Uma gata ou uma mulher? Vai saber, depende do Gato que a vê.
Não importa, se parece utopia, mas juntas viram poesia!
Chegando devagarinho,
a gata vem de mansinho,
Se esgueira no canto, sobressalta, livre,
Respira espera, deixa soltar seu ronronar baixinho,
Ah, esse amor indiscreto
dos gatos de rua, tal como com as mulheres,
Será que ofendem a doçura da lua?,
No pulo da Gata, graciosa, certeira,
admira o voar, observa, venera, deseja, o beija flor que está só em seu vôo seguro.
Abusada, passeia no muro, enquanto os cães babam, fazem barulho,
Sente que a desejam, e ela pára, olha, debocha, e segue no equilíbrio do seu salto imaginário.
Desfila na cerca perigosa de seu calvário.
Os olhos da Gata com cor de vidro, cor de mar, cor de lume, cor de amar,
repiscam no negrume,
namorando o vagalume.
Ah Gata Gaiata, como deusa nos lençóis,
Vira bola, vira pêlo, vira novelo,
Vira Nós !
Bebe sua sede, na poça do pote de casa ou na poça do copo da rua,
Mas bebe em boas doses se estiver nele espelhada a lua.
Olhar de gata, lambe a pata,
mesmo com sono,
ainda decifra o dono.
Quer carinho, quer dengo, quer ser descanso para os pés cansados,
Quer ser tecido macio, como a mulher, se enrosca nas noites de Frio,
Sutil acorda com olhar da gata , se estica, espreguiça,
Se sente mágica, tem sete vidas, sexta-feira, perigosa, ainda mais Felina!

O Núcleo de Letras e Artes de Buenos Aires Divulga o Nome dos Novos Membros e Embaixadores que serão Condecorados no Castelo de Itaipava


O Núcleo de Letras e Artes de Buenos Aires, divulgou nessa manhã a Listagem de todos os Artistas , Personalidades Ilustres e Advogados que serão Homenageados no dia 6 de Abril de 2018 no Castelo de Itaipava em Petrópolis - Rio de Janeiro as 21h 

O Núcleo tem por objetivo agregar artistas e autoridades que de alguma forma contribuíram em carácter sócio-educativo em prol do desenvolvimento cultural e propagação  da Paz, da ordem e da propagação da Língua Portuguesa e Espanhola
 Tem por objeto o estudo e desenvolvimento das letras e artes, em especial as que se relacionem diretamente com a cultura ligada à língua portuguesa e espanhola, assim como valorizar àqueles que de alguma forma com suas atitudes tenham favorecido a sociedade e a paz mundial

Para a prossecução dos seus fins o Núcleo pode ainda:

a) Colaborar e /ou filiar-se em outros organismos afins e cooperar com as instâncias oficiais e privadas nacionais ou estrangeiras, em atividades relacionadas com os seus fins;

b) Organizar reuniões, colóquios e conferências e instituir prémios e outras distinções;

c) Elaborar estudos, divulgar trabalhos realizados e editar publicações próprias e dos Académicos (confrades)

1. Podem tornar-se Membros do Núcleo as entidades singulares que se identifiquem com os fins da Academia aceites e propostos pela Direção e admitidos pela Assembleia Geral, nos termos do Regulamento Interno, com as seguintes categorias:

a) Académicos Honorários;
b) Académicos correspondentes;
c) Académicos correspondentes estrangeiros 

Da admissão dos acadêmicos:
1. São condições para a admissão como Membro., em qualquer das categorias, as seguintes:
1. 1. Possuir idoneidade e respeitabilidade moral;
1.2. Ser autor de trabalhos literários ou artísticos de reconhecido mérito;
2.Os artistas plásticos são convidados a, no caso de admissão, oferecerem uma obra da sua autoria para o acervo do Núcleo, não sendo uma obrigatoriedade.
3 Os acadêmicos correspondentes estrangeiros são propostos pela Direção e eleitos em Assembleia Geral.
 2. Ter prestado serviços notórios às letras ou artes, defesa dos direitos das Mulheres e Propagação da Cultura sem fronteiras (Embaixadores) 
3. Ter de algum modo contribuído para as letras ou as artes com obras de reconhecido mérito.

Preside o Núcleo: Carla Britto

Protocolos e Convénios de Cooperação firmados com Instituições Culturais e Entidades Oficiais portuguesas e estrangeiras:

- Com a Academia de Letras e Artes de Goiás – ALG (Brasil)
- Com a Sociedade Cultural Européia de Belas Artes (Alemanha)
- Com a Real Academia Madrilense de Heraldica,
  de   Madridhttp://cdncache1-a.akamaihd.net/items/it/img/arrow-       Outubro de 1989.
 - Com a Universidade de La Matanza em Buenos Aires – Através do Núcleo de Buenos Aires 
-  Com a Fundação Luso Espanhola Rei Dom Afonso Henriques, com sede na Cidade de Zamora, em Espanha.
- Com a Academia de Letras e Artes de Mendonza – Argentina 
- Com o Centro Cultural da Embaixada do Brasil em Buenos Aires 
_ Com a Casa de Cultura Jorge Amado em Buenos Aires 
Programação do Evento:
20h30 - Abertura do Evento com lançamento de Livros 
Mesa de autógrafos para fotos 
21h- - Entrega de Homenagens das Entidades parceiras 
ALACAF - Academia de Letras e Artes de Cabo Frio  (Presidente Jaqueline Brum) 
ALB_ Academia de Letras do Brasil ( Presidente Helbert Pitorra) 
AIAB- Academia Inclusiva de Autores Brasilienses ( Presidente Dinorá Couto Cançado) 
21h 30- Abertura do Evento e Apresentação de Tango com Catarina Santos e Leandro Marques 
21h45mEntrega de Diplomas e Certificados aos Novos Membros 
22:15- Pausa Musical - Luiz Poeta , Silvia Mello , Manolo Blanco 
22:45 - Posse dos Novos Embaixadores 
23:15 - Abertura do Baile com a banda Bloody Mary
No sábado teremos um Sarau na Pousada Villa Jambo com início às 20:30h 
Traje: 
Homenageados:
Damas: Gala ( Longo ou Longuete) - Retrô Chic Estilo anos 20 
Convidados ( Ideal seguirem o mesmo estilo) 
Homens: Mesmo Estilo anos 20 ou Smoking ou Passeio completo com Gravata Borboleta
( Não serão aceitos Jeans em hipótese alguma) 
Serão Empossados os Seguintes Neo-Acadêmicos 
1- Adriane Lírio
2-Adriano Faustino
3- Adriano Ferris
4-Alex de França Aleluia
5- Andréa Rezende 
6- Betta Oliveira 
7- Cleuta Paixão
8-Cristina Rodrigues
9-Dalva Frahlich
10- Diva Couto
11-Dora Couto
12-Edna Barbosa 
13- Elaine Agustini dos Santos Fuchs
14-Elieder Corrêa
15-Esther Borborema
16-Lisi Castro
17-Elsie Paiva 
18-Fabiany Taylor
19- Flávia Mariath
20- Francisco Martins
21-Glória Brandão 
22-Gisele Gally
23-Isabella Maris Moreira
24-Jane Tom Brasil 
25- Jucá Santos
26- Kátia Leidiram
27-Graziela Fialho 
28-Héber Bensi
29-Helbert Pitorra 
30-Ivanildo da Silva Leite 
31-Jacqueline Brum 
32-Jerome Bita Atembo
33- Joana Tieman 
34-João Riel Manuel
35-Leandro Marques 
36-Lilian Lopes 
37-Lúcia Guedes ( Lufague) 
38-Márcio Jerônimo 
39- Maria Beatriz Silva
40-Marilina Baccarat de Almeida Leão 
41-Maurício Nonato
42-Meire Lúcia Honorato
43- Mengalvia Lima Jorge 
44- Millie Flores
45-Mitiko Une 
46-Nando C. Guimarães 
47- Neumara Coelho 
48-Nurimar Bianchi 
49-Orlando Sampaio 
50- Pâmela Marcenal 
51-Perla Castro 
52-Sidney Siqueira
53-Silvio Alcantara 
54-Sérgio Batista
55-Silvia Mello 
56-Valéria Gravino 
57- Vanessa Barbosa
58- Vera Gonzalez
59-Vanessa Barbosa
60-Washington de Sá 
61-Wellington Barreto 
62-Zezé Negrão ( Maria José Negrão)



Receberão o Título de Embaixador e Troféu Evita Peron:
  1. Anna Elizandra
  2. Carolina Nogueira
  3. Catarina Labourè
  4. Catarina Santos
  5. Cátia Mourão
  6. Charles Simões
  7. Dinorá Couto Cançado
  8. Dulce Couto
  9. Edilde Cândido
  10. Eliane Negrão
  11. Eulália Costa
  12. Elsie Paiva
  13. Francisco Martins
  14. Gabriela Casanova
  15. Glória Brandão
  16. Jane Tom Brasil
  17. Kity Mendonça
  18. Lega Edna Aragão
  19. Desa Luislinda Valois
  20. Luiz Poeta
  21. Lúcia Helena Issa
  22. Manolo Branco
  23. Maria Luiza Vargas Ramos
  24. Maria Crsitina Drese
  25. Marisa Rezende
  26. Nequitz Miguel
  27. Paulo Siuves
  28. Renata Carone Sborgia
  29. Roberto Ferrari
  30. Taís Vanessa Monteiro
  31. Thereza Toscano
  32. Vanessa Barbosa
  33. Sergio Borsoi Junior
  34. Zélia Fernandes
  35. Zezé Negrão (Maria José Negrão)
Pras Filhas...

Teus sorrisos caem tão bem pra mim,
Que sempre rio melhor quando estão por perto.
Meus abraços caem tão bem em vocês,
E as contas até já perdi
De quantas vezes eu perdi o ar
Em ter a sorte de ver vocês sorrirem...
Minha mão era enorme quando a de vocês se perdia nela, hoje... nossas mãos são quase iguais, mas, era quando eram ainda muito diferentes que percebi o quanto eu precisava das tuas para me sentir segura.
Vocês são meu encaixe perfeito,
minha forma, minha moldura.
Não são feitas de parte minha porque me fazem inteira... quebro tantas vezes na vida e basta olhar pra vocês que me refaço mil vezes se assim for preciso.
Nem penso quando desgrudam de mim, porque longe ou perto,
somos homogeneas, mistureba,
Tutu com feijão... elementos diferentes que dão uma mistura boa.
Seus beijos já me secaram tantas lágrimas,
mas,  com certeza a maioria delas de felicidade pelos seres humanos que se tornam a cada dia.
Não somos pares perfeitos,
Somos triangulares, escalenas na verdade, mas somos uníssonas para falar de amor.
Eu nunca sei onde eu começo e onde acabam vocês.
Nosso tempo voa quando estamos juntas, mas pára em um segundo quando nos olhamos com cumplicidade e esse olhar fala mais que mil palavras.
Não quero vocês em baixo das minhas asas, elas são abertas demais, ñ vão lhes proteger... precisam aprender a usar as suas.
Não quero vocês sob a minha sombra, são grandiosas demais pra isso, brilham mais que o sol, são ímpares.
Quero vocês apenas no meu coração e em minha memória, pra que eu saiba todo tempo, como fui feliz em tê-las na minha vida.
Vocês são a minha melhor história.
/ Uma  manhã de domingo, em homenagem aos meus serumaninhos bbzudas Anna Beatriz e Izadora Valladares. Amo recas!
Nasci sem trajes,
Sem insignias,
Sem palavras,
Sem mágoas ou fardos para arrastar.
Nasci coragem, sonhos,
sem ressentimentos, sem reflexões,
Ao" intento do vento", parafrasendo
o amigo mineiro.
Na certidão...
Escolheram meu sexo,
meu nome, minha cor, meu pai.
Me chamaram assim... e eu atendia.
Aprendi desde cedo onde era o lugar de menina e onde era o de menino, depois tive que aprender  a trocar alguma ordem...
Quando menina me ensinaram que carrinho não era meu brinquedo, panelas e bonecas quanto mais tivesse melhor...
Adulta me ensinaram o contrário, invista nos carrinhos e esqueça as bonecas e as panelas.
Me ensinaram a ter voz,
mas, me pediram pra conter a mesma...
Me ensinaram que certos comportamentos precisam ser segredo.
E Nasci de novo...
Aprendi que minha força não vem do meu berço,
Não vem do meu sangue,
Não está ali toda vez que eu preciso,
E nem é tão forte que não ceda.
Aprendi que tenho medo de mais coisas hoje do que quando era criança, em uma ordem inversa de tantos valores que aprendi,
Não havia como ser diferente.
Aprendi que conviver com o "nós" é mais fácil que conviver com o "sós", mas que entre o "sós" há tantos nós que as vezes é mais fácil ir brincar de outra coisa.
A vida ensina que acordar é magia.Querendo ou não é batalha nova. Se não matou o leão de ontem... Hoje vai ter que matar dois de uma vez.
Que pra te usar não falta freguês,
mas, que pra amar tem que ser um de cada vez.
O dia recomeça com sua fúria disfarçada de doçura, como a vida recomeça todo dia para quem nasce e fecha as cortinas para quem parte.
Nasci hoje.
Nasci ontem.
Vou nascer amanhã.
Ou não ? Quem sabe?
O segredo da vida .... é renascer todo dia!
Bom dia!
Izabelle Valladares
Desvenda-me (Texto para o Livro " Luis Vaz de Camões e Convidados" que será Lançado pela Editora Mágico de Oz no 4°Encontro de Culturas Lusófonas que acontecerá em 14 de maio em Portugal)

"Sou feita da certeza de minhas brevidades,minha pressa.
Não sei ser alegre em doses homeopáticas;
Não sei ser triste pela metade.
Não me encho de coisas pesadas,
Sou abstêmia de todos os excessos,
Menos o de ser feliz.
Não sei andar no lugar comum,
Meu coração gosta das curvas de
Andar a beira do precipício,
Gosta de andar no limite,
De passar  o estreito de sentir os pulmões sugarem o
Ar rarefeito.
Assim ele se sente, preso e livre ao mesmo tempo.
Preso em correntes de devoção, livre para viver o extremo.
Eu só vivo o extremo.
Pouco pra mim é pouco demais,
O médio não me satisfaz,
Ser parcial sempre pareceu louco a meu ver.
Atitudes me prendem para sempre, palavras me seduzem por um tempo
Soam docemente aos ouvidos, mas esvaziam-se com o tempo, as atitudes são eternas.
Gosto de preparar o coração para emoções, para saber aproveitar cada sensação que possa vir com esta.
Já desisti de me entender, e não julgo quem faz o mesmo,
Me entender não é uma questão de inteligência é uma questão de estado de espírito.
Viver comigo é fácil, ou me sente ou não me entende.
Não me permito ser abismo, quem aprende a viver em mim,
Sabe que minha estrada é segura, não sou deserto, não sou tormenta,
Sou o que sobrou de uma alma inquieta.
Sê meu tudo, meu caminho, meu destino,
Que te ensino a percorrer o lado protegido da minha personalidade,
Beijos não fazem parte de nenhum inventário maldito, amor pode não ser eterno,
Mas pode ser terno.
Não me procure onde seria óbvio.
Ali nunca vai me encontrar.
Desvende-me!
Izabelle Valladares

Pra vó

Vó nem sempre é de sangue. Tem vó que é de vida e vó de vida também molda nosso rosto com seus beijos e acaba nos deixando um pouco parecida com ela, sabemos disso quando alguém diz: Você lembra a sua avó. Eu tive uma avó assim, uma avó que ñ tinha meu sangue,mas, tinha e me enchia de amor. Que com paciência trançava meu cabelo com tanta força que a trança durava três dias e eu era quase uma japonesa preta naqueles dias.Uma avó que me  ensinou que hora de acordar era ás 6 da manhã, que sol ñ gostava de chegar e pegar ninguém dormindo, que molhar o pão no café coado no coador de pano na caneca de ferro esmaltado era a melhor forma de começar o dia. Fui privilegiada em  um dia ter uma avó assim, que mesmo com mais de 20 netos, sabia ser avó pra todos, sabia fazer a melhor galinhada do domingo e não brigava quando entravámos por um lado da casa e saíamos do outro com os pés cheios de lama do enorme quintal de terra vermelha. Que me ensinou a fazer bola de meia. Vou sempre lembrar sempre de todos
os momentos que esteve conosco.
Lembrar de cada detalhe,
da expressão do seu olhar...
Do seu sorriso ... De quando não podia largar a costura, de quando me ensinou a cerzir...palavra que minhas filhas hoje desconhecem.
Do abraço apertado.
Existem situações na nossa vida
que não podemos evitar.
Mas, há pessoas que passam por nossa vida e resolvem ficar, mesmo quando já partiram.

Homenagem a minha avó Joselha, que foi madrasta da minha mãe e foi avó de meio mundo.
CASAR E MORAR JUNTO ... Grande diferença! (Reflexões)

Casar e morar junto são duas coisas completamente diferentes. Não tem nada a ver com seu status no cartório. Tem a ver com entrega. Você pode casar com todas as honras, dar uma festa linda, gastar os tubos na Lua de Mel, se mudar com o marido para um apartamento lindo, pronto, decorado, cheio de almofadas em cima da cama… Vocês podem ter se casado – mas, vão demorar muito pra saber o que é morar junto. Acho que existem casais que se casam com pompas, e nunca talvez tenham realmente morado juntos. Morar junto é saber dividir,  saber cobrar, saber ceder,  Saber doar.Morar junto é dividir as contas e as almas. Morar junto é ter um pilha de louça pra lavar, depois de um dia terrível de 10 horas de trabalho. E o outro cantar com você para que, em um karaokê com detergente, o trabalho se torne divertido. Morar junto é ter que assistir Homem Aranha no Telecine Action, e se esforçar para achar legal. Morar junto é tomar banho junto.Transformar o chuveiro em uma cachoeira. (e o banheiro em um charco) Morar junto é ouvir onde dói no outro. Do que ele sente medo. Onde ele é criança. O que o deixa frágil. Morar junto é poder chorar sem parar. E ser ouvida. E cuidada. Mas é também rir. E achar graça em alguma coisa, quando o outro está pra baixo. Morar junto é fazer contabilidade de frustrações, e saber quando não colocar na conta do outro. Morar junto é demorar para levantar. Morar junto não precisa de uma casa, e sim de um espaço. Quem mora junto geralmente é solidário. Casar não.Qualquer um casa. Pra casar basta assinatura e champanhe. Casar leva umas horas. Morar junto leva tempo. O tempo todo. Quando moramos juntos vemos o cabelo dele crescer e ela cortar uma franja. Quando moramos juntos viramos adultos aos pouquinhos, dando um adeus doído aos hábitos de pensar só em si e de bater a porta de vez em quando e esquecer das infantilidades carregadas dos adolescentes  que éramos. Quando moramos junto mudamos junto. E o outro vira um outro diferente com os anos. E nós vamos aprendendo a amar aquela nova pessoa, todo dia. Até o dia que, talvez, deixemos de morar juntos.