Da guerra nasceu o forró.



Amigos e leitores,meu tempo tá ficando apertado para postar diariamente,estou envolvida no Projeto internacional pontes culturais e amando cada momento que me envolvo mais,mas como sempre, acabamos descobrindo assuntos que não dá pra deixar pra lá.
A nova descoberta foi que o forró ritmo contagiante e sensual que aliás, eu amoooo, como todas as outras manifestações de cultura do nosso povo,nasceu por conta da guerra.
Sabia disso? eu também não, segue a baixo um trecho da história.
Na segunda guerra mundial uma base americana foi montada em Pernambuco e os americanos todos se querendo pro lado do povo Nordestino,promoviam bailes abertos ao público, ou seja (for all)o termo em inglês significa para todos, ou seja, o povo podia participar, e como Nordestino de burro não tem nada, de For All vitou For Oll e depois singelamente chamado de For rol.
Como a dança não é o forte dos americanos, logo o ritmo foi se adaptando ao molejo o povo brasileiro, e é clógico que mexer no mesmo ritmo coladinho é muito mais fácil.
Hoje o forró adquiri nova roupagem, coreografias individuais além de uma acompanhamento techno mudando um pouco a vertente do forró inicial, mas as raízes do ritmo continuam profundas e pra quem nunca experimentos dançar um Xote agarradinho é bom demais.
Existe uma outra versão que substitui os americanos pelos ingleses que vieram para construir uma ferrovia no início do século XX a Great Western, mas a versão mais aceita é mesmo a dos americanos.
Apesar da versão bem-humorada, não há nenhuma sustentação para tal etimologia do termo, pois em 1937, cinco anos antes da instalação da referida base, a palavra "forró" já se encontrava registrada na história musical na gravação fonográfica de “Forró na roça”, canção composta por Manuel Queirós e Xerém.

Mas fica aí o registro, se foi a guerra que trouxe o forró pra cá eu não sei, mas que quem trouxe fez um bom negócio, aí isso fez!

Beijaraços fiquem ligados no Pontes culturais...Muitos concursos e feiras internacionais.
Share on Google Plus

7 comentários:

  1. valeu pela informação poucas pessoas sabem disso

    ResponderExcluir
  2. Adorei saber deste registro... Eu realmente desconhecia esta informação, acho até porque na minha região não temos o costume de ouvir forró... Mas isto que é o bom do Brasil... milhares de culturas juntas

    ResponderExcluir
  3. realmente pouca gente sabe disso, muito boa a imformação.

    ResponderExcluir
  4. Tem coisa mais sensual que um forró bem dançado? Assim, bem coxado? Ahh, tem nada...rsrsrsr
    Adorei o termo "todo se querendo"...rsrsrsr...eu tb tenho mania de usar essa expressão.
    Valeu, de novo, pela informação!
    beijão...

    (Essa foto está parecidíssima com a Norminha...Vc não vale nada mas eu gosto de voce!!!!)

    ResponderExcluir
  5. Lá na editora do livro Quem disse que só faemos amor, só me chamam de Norminha kk mas pessoalmente não tem nada á ver rsrsr

    ResponderExcluir
  6. legal... valei a informação!

    ResponderExcluir
  7. Belo post ... jah tinha ouvido falar, mas nao com tanto detalhe hehehe
    Depois passa no meu blog:
    http://artculando.wordpress.com
    Beijuxxx
    =)

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar em meu Blog, sua visita é uma honra, caso deseje fazer alguma solicitação pode usar meu e-mail valladares@grupoliterarte.com.br