O homem árvore, mais uma esquisistranha doença!

Olá amigos e leitores, ás vezes nos lamentamos por coisas tão banais, e não paramos pra pensar, que males verdadeiros existem e estão bem pertinho de nós.
Nos deparamos com musas, se enfiando em lipoaspirações todo ano, pra tirar uma celulite que vai aparecer ainda no dia seguinte, e nos perguntamos porque certas pessoas, são acometidas de males tão reais e irreparáveis.
Este é Dede,um pescador da Indonésia de 35 anos que tem o corpo recoberto de uma espessa “casca” e bizarras “raízes” crescem em seus membros!





Tudo começou quando Dede cortou o joelho na adolescência. Um pequeno ponto protuberante surgiu ao redor da ferida e dias depois eram vários. Os dias se passaram e tornaram-se anos. Os pontos espalharam-se e continuaram a crescer e se espalhar.

A esperança surgiu para Dede quando um médico expert em dermatologia viu o “homem árvore” num documentário do Discovery Channel. O médico se interessou na hora pelo caso e voou para Jacarta. Após estudar o caso bizarro, o médico descobriu o que Dede tinha e propôs um tratamento que transformaria a sua vida.

Testando amostras em uma biópsia feita com amostras do tecido e do sangue de Dede, Dr Anthony Gaspari da universidade de Maryland concluiu que o “homem árvore” era na verdade um caso gravíssimo de Papilloma Virus (HPV),uma doença relativamente comum que aflige alguns humanos gerando verrugas e causando sofrimento. Mas o caso de Dede era extremo.

Isso porque ele além do papiloma, tinha uma rara condição genética (lei de murphy, né?) que impedia que o sistema imunológico combatesse as verrugas.

O médico propôs como tratamento doses de vitamina A sintética como forma de combater o crescimento das verrugas.

O Dr. Gaspary acredita que o pobre Dede nunca será uma pessoa normal, dada a gravidade do caso, mas que com o avanço do tratamento, em alguns anos ele poderá até usar novamente as mãos.





Então amigos, curiosos e leitores, vamos deixar de se lamentar com coisinhas insignificantes e olhar para o lado e ver oque é a dura realidade de um ser humano que nem apanhar algo com as mãos pode, fora isso, imagina o preconceito que não deve sofrer, justamente por acharem que sofre de um mal contagioso?

Beijaraços, e fiquem com Deus, nas postagens antigas vocês encontram o caso do homem elefante e da adolescente de 53 cms.

Inté!
Share on Google Plus

0 comentários:

Obrigada por comentar em meu Blog, sua visita é uma honra, caso deseje fazer alguma solicitação pode usar meu e-mail valladares@grupoliterarte.com.br