A hora de virar o jogo!




Temos momentos na vida em que tudo parece pesado demais.
Nos deparamos com compromissos que parecem não ter fim, relacionamentos mornos, que socialmente são bem aceitos, filhos que merecem regras que não conseguimos aplicar nem mesmo em nossas vidas, sonhos que parecem palpáveis nos sonhos, e na prática parecem inalcansaveis, momentos de frustração e de desânimo, e se pararmos pra pensar é um ciclo que não pára em nossa vida.
Todas as preocupações vão e vêm como em uma maré, uma hora baixa, uma hora alta, nos damos momentos de prazer e lazer, com a preocupação que no dia seguinte tudo volta ao normal.
Regras que a sociedade nos impõe, medos e opressão.
Ás vezes tenho a nítida sensação que vivemos o presente se preocupando somente com o futuro, trabalhamos exageradamente hoje, para ter uma velhice confortável, sem saber se chegaremos lá, adiamos o sonho de ter um filho para que o mesmo tenha um futuro próspero, sem saber se chegaremos lá, ou nos entregamos as rotinas e doutrinas religiosas, por pensar no que nos acontecerá depois da morte, aliás, quem provou que nos acontecerá algo? E Deus , coitado, sai da condição de amigo para entrar na condição de promotor de justiça, porque dentro da palavra do homem , Deus acusa mais que perdoa.Não querendo ser polêmica, mas também não fazendo questão de não ser, que Deus é este infinitamente misericordioso, que ao invés de se preocupar com as famílias de desabrigados, de órfãos ou com os enormes males da humanidade, se preocuparia com a roupa que você veste, ou com o lugar que você freqüenta?
Pobre de nós, simples mortais, que desde que o mundo é mundo, nos preocupamos mais com a punição pós morte do que com a dádiva que é viver.
A solução para o mundo está no mais difícil pedido que jesus Cristo fez:Ama ao teu próximo como a ti mesmo.
Se paramos pra analisar este pedido e tentar colocá-lo em prática perceberemos o quanto somos hipócritas e mesquinhos com o bem.
Abrace um mendigo na rua, ou permita que uma prostituta beije seus pés em um jantar familiar? Difícil não é? Seja um líder religioso somente com o poder da palavra, como Mahatma Ghandi fez. E qual a religião dele? Católico? Protestante? Muçulmano?Espiritualista? Não importa, o importante é que fez de sua vida um exemplo, acusarmos com nosso dedo indicador é mole, o difícil é fazer de nossa existência um espelho de bondade e discernimento do bem e do mal.Muitas vezes penso, se não criaram a culpa para que nos ofereçam a redenção com a outra mão e com preço justo, ou pelo menos justificável. E que Deus é este ? Um barganhador? Você peca e se arrepende e estamos quites? Em alguns momentos penso que a Bíblia foi escrita por pessoas como eu, um simples escritor, com sonhos, ou por um revolucionário que cansou-se das regras do passado, e criou histórias incríveis como a de um primeiro homem e de uma primeira mulher que habitaram um mundo inteiro com várias raças, aliás o que é raça? A cor da pele? A cor do cabelo? A cor dos olhos? acho que existem duas raças, a raça ruim e a raça boa, eu estou no lado das raças boas, sigo regras impostas por mim mesma, e não faço mal a ninguém , ao meu ver, mas posso estar do lado da raça ruim pra muita gente, até mesmo por minhas idéias que há algum tempo poderiam ser consideradas anarquistas.
Acho que é hora de virar o jogo, balançar o tabuleiro, mexer nas peças sem uma ordem certa, viver o hoje, amar o hoje, quebrar regras, romper barreiras, sonhar independente de alcançar, achar que nosso amor é pra sempre.E se não for? Qual o problema? Amar é tão bom , que se ame mil vezes em uma só vida! Achas que Deus se importa que você está amando demais, e ao mesmo tempo está abrindo as portas celestiais para um matador sanguinário que simplesmente dobrou seu joelho e pediu perdão? Deus é muito mais, aliás , quem é Deus? Não sabemos? Porque? Será uma necessidade do homem acreditar que existe alguém controlando tudo?
Deus pra mim, é um amigo, um doce, um fofo, meu companheiro nas noites solitárias,meu ouvinte quando o mar está cristalino e falo, valeu hein parça!Mas muitas vezes, leva esporro como um amigo qualquer que não nos avisou que tinha um buraco em nossa frente, e prefiro visualizá-lo assim, não como um fuxiqueiro observador dos meus passos, como dizia minha avó, anotando tudo pra no dia do natal avaliar se mereço um Citroen C4 Pallas ( meu sonho de consumo) ou um pano de prato de 1,99.
Como diria o saudoso Nelson rodrigues, "Se os outros vissem o que fazemos entre 4 paredes, ninguém falaria com ninguém", imagina Deus.
É hora de sacudir a poeira, quinta feira, 08:41 da manhã, véspera do jogo da seleção, um sol lindo lá fora, um desabafo no papel, um cheiro para os amigos, um beijo quente para o meu amor, um olhar maternal para as filhas e a vida que segue o fluxo.

Share on Google Plus

Um comentário:

Obrigada por comentar em meu Blog, sua visita é uma honra, caso deseje fazer alguma solicitação pode usar meu e-mail valladares@grupoliterarte.com.br