Este incrível trem da vida!















Durante anos observando a vida que levo, vejo um trem em alta velocidade em alguns momentos e outras vezes tão lento como se o tempo insistisse em mantê-lo assim.
Em cada estação, uma surpresa, uma cara nova, um renovo , uma tristeza.
Muitas pessoas passam neste trem durante a vida,algumas pessoas entram e saem rapidamente, como se seus relógios biológicos batessem descompassados, outras entram, sentam , se acomodam, mas estão ali só para ver a paisagem, pensar, ver as caras e sentir os aromas,não para fazer diferença. Algumas entram como anjos e se mostram verdadeiros demônios, e quando vemos lá se foi um vagão totalmente destruído, e quando pensamos que a máquina vai parar, ela toma mais força, passa por algumas estações sem parar, não dando chances para novos passageiros entrarem, mas segue os trilhos.

E de repente, ela começa novamente a receber passageiros, alguns que esquentam um lugar, bem no cantinho por um período, e quando saem, deixam suas lembranças ali, como se fosse um lugar que nunca ,mais pudesse ser ocupado por ninguém, como se fosse uma cadeira cativa, e por mais que a viagem seja planejada, quando entramos em um túnel, não sabemos se há alguma surpresa do outro lado, ou quando vemos uma curva fechada e não sabemos o que tem depois da curva, damos de cara com um arco íris luminoso , colorindo nossas vidas de novo, iluminando os sorrisos da tripulação que é constante no trem , e recebendo novos passageiros, sem saber a hora que vão descer ou se ficarão ali, olhando a paisagem da janela, a espera de um sinal do maquinista pra dizer... "Chegou sua estação, pode descer..."

Adriana Calcanhoto:
"Você entrou no trem
e eu na estação
Vendo um céu fugir
Também não dava mais para
tentar....Lhe convencer....
a não partir
E agora tudo bem
Você partiu...
para ver outras paisagens
e o meu coração embora
finja fazer mil viagens
fica batendo parado naquela estação

e o meu coração embora
finja fazer mil viagens
fica batendo parado naquela estação"




Share on Google Plus

3 comentários:

  1. Tempo... pessoas... viagem...
    Adorei o post

    bjão

    ResponderExcluir
  2. Verdadeiro e enigmático, sem saber quando chega, quem entra, quem sai, quando vai parar. É dolorido muitas vezes ver algum passageiro partir,principalmente numa viagem sem volta. Mas tem a alegria de ver entrar outros que participarão da viagem, mesmo havendo conflitos, nos farão felizes na paz de um sorriso.
    Muito lindo o post!

    ResponderExcluir
  3. Muito bom o post...Belas palavras...

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar em meu Blog, sua visita é uma honra, caso deseje fazer alguma solicitação pode usar meu e-mail valladares@grupoliterarte.com.br