Lançamento do livro "Pétalas em rima" do escritor e poeta Paulo Silveira

Olá terráqueos, ontem fui no lançamento do livro "Pétalas em rima" do escritor Paulo Silveira na casa de cultura Charitas. Paulo Silveira é vice-presidente da ARTPOP, além de membro de outras academias, o livro vem em uma embalegem especial, e as poesias vêem soltas, um trabalho muito bonito, aproveitei a ocasião para fazer a entrega dos seus exemplares do livro "Brasil, mais que um país, uma inspiração!, na qual o poeta participa com dois trabalhos.

Estiveram presentes no evento o presidente da ARTPOP Carlos Alberto Souza, entre outras autoridades que prestigiaram a noite de autógrafos, e o lançamento foi embalado pelo som do cantor Jorge Villas, que cantou além de clássicos da MPB, canções feitas em parceria com o Paulo Silveira.

Ressalto que o local escolhido é tombado pelo patrimônio histórico. A casa foi construída em 1837 e recebeu o nome de Charitas ou Casa de Caridade por abrigar crianças abandonadas. Nessa época era muito freqüente o abandono de crianças filhas de escravos e índios. A casa possuía uma roda na entrada que era o mecanismo usado para recolher as crianças e, por esse motivo ficou conhecida como Casa da Roda.
Além de ter funcionado como orfanato, foi abrigo nos tempos da Segunda Guerra mundial, fórum, biblioteca municipal e sede da Secretaria Municipal de Cultura.



Uma casa voltada, hoje, para a cultura promove constantemente seminários, oficinas, palestras, apresentaçao de música, dança e teatro.
Também são oferecidos cursos de piano, inglês, desenho, pintura entre outras a preços populares.
O pátio dos fundos da Casa Charitas abriga outro tesouro histórico da cidade: o Pelourinho, do ano de 1660. Trata-se de uma coluna de pedra onde eram afixados os editais da Câmara e onde eram expostas os criminosos à espera do castigo.
É uma casa que diariamente apresenta um grande número de visitantes.
Acabei aproveitando para fazer uma visita a casa, que já havia visitado, mas com menos tempo,havia uma exposição de fotos antigas, do fotógrafo Wolney Teixeira e Souza, ilustre figura da cidade que se fosse vivo, faria 100 anos no próximo ano, ( que certamente receberá homenagens), o fotógrafo retratava fotos do cotidiano cabofriense e é uma verdadeira viagem no tempo, ver seu trabalho tão bem conservado, coisas que com a era moderna e a digitalização, em alguns anos não devemos mais ter.
E eis que acho uma foto , da praça principal de Cabo Frio , com um ônibus para Niterói, lugar de onde vim e de onde muita gente saía naquela época para trabalhar nas salinas que eram a única fonte de sobrevivência na cidade, hoje tão bem explorada pelo turismo.
Expresso Niterói...imagina o conforto?? Hummmmm ai, minhas costas rsrsrs

Vanyr Carla, Eunice e Jô, topam um passeio em Arraial?

Eu e o presidente da ARTPOP Carlos Alberto Souza

Minha pianista

Presidente, Jorge Villas e Eu

Ensinar a criança a amar poesias, a tornará um adulto mais amoroso...Frase de Ceiça Esch

Capa do livro Pétalas em rima

entregando ao poeta o livro "Brasil, mais que um país , uma inspiração! Onde o artista participa com 2 poemas.


Presidente, Victor Mansur ( artista que lecionava música na França) e Jorge Villas

Eu e Cristiano Félix.


A paciência é uma virtude, em cada livro autografado Paulo Silveira fez um acróstico com o nome do comprador...Legal isso né?

Share on Google Plus

Um comentário:

  1. Oi Iza, tudo bem?
    Adorei essa matéria.
    Iza, talvez eu vá para o Rio, no final deste mês e em janeiro também.
    Tudo de bom...
    Sucesso...
    BJS

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar em meu Blog, sua visita é uma honra, caso deseje fazer alguma solicitação pode usar meu e-mail valladares@grupoliterarte.com.br