A beleza perdida!








Há muitos dias a tristeza tem imperado em minha vida, não conseguia mais enxergar no ser humano nada além de inveja, falsidade e dissimulação.
Crueldade voraz e vil que acabou destruindo praticamente um grande mover do que eu acreditava ser cultura.
Acordei no desânimo que ando nos últimos dias, não por culpa. porque tudo que foi prometido se cumprirá, mas por ingenuidade de achar que o bem se responde com o bem.
Acabei sendo forçada a ir em uma festa onde muitas crianças da rede escolar municipal de minha cidade, fariam apresentações sobre a música e a arte em geral e , como minha filha , é uma dessas crianças deste grupo,apesar de não se apresentar neste dia, eu não poderia deixar de ir.
Fiquei bem pertinho do palco, pois sempre sou convidada a dar algumas palavras sobre a arte, pois sempre me envolvi nos movimentos culturais daqui .
O que eu não esperava , era que uma avalanche de sentimentos, tomariam conta de mim.
As crianças se apresentaram com toda a humildade que lhes é de direito, sem fazer diferença entre as roupas mais bonitas ou o penteado com mais gel, todas perfeitas, com a singeleza que eu não consigo mais enxergar no ser humano.
Os ritmos iam entrando um a um, enchendo as mães de felicidade, o público de alegria e as crianças de orgulho de estarem cumprindo sua parte.
O apresentador, uma pessoa alto astral, como eu sempre fui, brincava e se expunha no palco, sem cobranças , sem achar que mencionar o nome de Strauss errado, poderia um dia acrescentar algo negativo em seu currículo.
Maracatu, forró, funk, música Erudita, Hip Hop, até um cover do Justin Bieber , ( que eu adoro) se apresentou, o ponto alto da festa , foi uma escola que levou Michael Jackson com a música Beat it, e no final, como era dia 29/08 e seria o dia do aniversário do rei da música Pop, entrou uma Madona Cover com um bolo cantando parabéns em inglês, isso entre crianças de até 6 anos de idade.
E eu , pensava na vida infantil, na magia daqueles sorrisos inocentes, que estavam ali só pelo bem estar de estar, na energia positiva que emanava de cada uma delas.
Quando fui chamada ao palco, para falar um pouco de um projeto da qual faço parte, criado pelo poeta Paulo Silveira, que se chama "domingueira" e é um projeto direcionado para crianças, tentei e a voz não vinha.
As lágrimas começaram a descer do meu rosto compulsivamente, e as pessoas olhavam sem entender, pois sou alto astral, sempre trabalhei com festas e carnaval, e não conseguia falar, o apresentador me abraçou e as coisas pioraram, pois queria me achar e não era possível neste mar de injustiças em que estou tentando submergir.
Queria achar o verdadeiro motivo de estar ali, falando de cultura pra uma gente carente que esperava que eu dissesse que a literatura no Brasil tinha futuro, olhando aquelas centenas de olhinhos brilhantes, ao lado da minha filha com a expectativa de minhas palavras que sempre foram de orgulho, otimismo e força e ver que eu, não podia falar pra elas, que a cultura em nosso país tem futuro, por que na verdade não tem.
Cansei desse mundo virtual cheio de gente má,de gente que não tem endereço tem email, que não tem carater, tem orkut que não tem zelo, tem anti spam.
Excluí meu orkut, pois a foto de minha filha circulou no meio de mentiras e calúnias,criadas por gente que não tem o que fazer.

Entrei uma no palco, saí outra, pois não tenho mais vontade nem de escrever, que era o que eu mais amava.
Parabéns a quem veio ao projeto só para destruir, pois tudo será provado, todos os resultados sairão, todos os livros serão publicados, mas o nosso tempo gratuito dedicado a cultura, a paciência de orientar aos iniciantes, á paciência de levar 1 mês criando um blog para votação. Este senhores, nunca mais vocês terão.
Antes eu tinha amor pela arte, hoje tenho nojo, e se eu pudesse fazer o tempo passar rápido, pularia para dezembro, para ver todos os resultados publicados,todos os livros entregues, todos as pessoas que não acreditaram, de cara no chão.
Mas para isso, eu vou ter que esperar, pois não depende só de mim, e os agentes, de selos editoriais importantes, na maioria das vezes, ficaram sem entender, como os emails deles foram parar nas mãos de pessoas que nem do meio literário são,mas de uma coisa eu tenho certeza, os amigos se mantiveram firmes e disso eu muito me orgulho.
Á estes dedico hoje as minhas lágrimas, por saber que se um dia estiverem no topo, encontraram pessoas invejosas para tentarem inescrupulosamente te parar.
Só lamento por vocês, eu estou somente no aguardo que as cortinas se fecehem para poder me retirar deste palco, de cabeça erguida.
E a classe?
Bom esta, continuará em sites de fachada dedicando bom dia, boa tarde, publicando inumeras vezes suas sinopses para receber opiniões de pessoas que não as lerão, e simplesmente te dirão"muito bom".
Izabelle Valladares.



1 comentários:

Obrigada por comentar em meu Blog, sua visita é uma honra, caso deseje fazer alguma solicitação pode usar meu e-mail valladares@grupoliterarte.com.br

Antologia Deixa eu te contar?



O livro teen "Deixa eu te contar?"
já está pronto, peço aos participantes que entre em contato para que possam receber seus volumes.
diretoria@livrariapontesculturais.com.br

1 comentários:

Obrigada por comentar em meu Blog, sua visita é uma honra, caso deseje fazer alguma solicitação pode usar meu e-mail valladares@grupoliterarte.com.br

Selecionados do livro Brasil mais que um país, uma inspiração!

Foi com grande prazer e entusiasmo que recebemos os textos para esta segunda obra, vencendo todas as barreiras para manter o escritor em primeiro lugar.
Capa :

Obras de arte da artista plástica Vanyr Carla
Participações especiais:
Victória Lopes ( O viajante do tempo)
Norbert Heinz (apresentação)
Leme franco (introdução)



Adolph Kliemann
A tristeza do Jarburu e Boneca de pano
Airton Parra
O barão Drakos e o gato
Ana Elizandra
A prosa mais triste
Crônicas de um querer
Desalento
Antônio Calazans
A justiça vem a cavalo
Camila Senna
A melodia da vitória
A essência em mutação
Seguindo a lei natural
Inebriante
Visceral
Carlos Henrique de Paula
Carta a família real portuguesa
Claudionor Aparecido
Quem pode mais trabalha menos
São Paulo num só minuto
Cléber Pacheco
Rosarium
Ceiça Esch
Absoluta 
Desperta
Douglas Silva
Tupi Guarani
Edilson Leão
O juazeiro e o imbuzeiro
Edson Marques
Onde estão os cérebros?
Eric Costa e Silva
Quimeras
Solilóquio sob a luz de Gaia





Eunice Routh
O pombo de olhos violeta.
Fábio Benini
Zona da mata
Brasil
Fábio Renato Vilella
O dia da independência ou sete de setembro.
Geiza Araújo
Um diário diferente de uma ex-adolescente
Helena Borges
Coração imigrante
Jacira Fagundes
Terra viva
Jô Mendonça Alcoforado
Paraíba , as belezas de um cantinho do Brasil
Jorge Andrade
Pensou em mim.
Josane Peer
Inspiração mais que perfeita
Mergulho
Júlio Teixeira Rebouças
O vivo entre os mortos
Leme Franco
Ser ou ter, eis a questão
poesia
Lucas Menck
Marta
Mamed Gilford de Meneses
Onde está a casa da juventude?
Minha doce rainha.
Mário Rezende
Por um lado
Por outro lado
Milton Roza Junior
Os três macacos
Namastê para a vitória
Neuza Rosa
O casamento
Nilcea Gazzola
Lingua portuguesa
Nivea Sabino
Ecos da impunidade
Norbert Heinz
O Czar brasileiro
S.O.S
Odyla Paiva
A estrada do grotão
Paulo Roberto de Oliveira Caruso
Sobras da esbórnia da noite
Boto em ação
vinho da violência
Paulo Silveira
O circo da ilusão
Meus três sonhos

Roberto Soares
O golpe
Valéria Gurgel
Minas de Minas
Brasil mostra a tua cara
Vanyr Carla
Lembranças
Um cachorro ,hã?
Maravilhas do serrado
A lenda e o ditado
Valéria Vitorino
Dia de roça


0 comentários:

Obrigada por comentar em meu Blog, sua visita é uma honra, caso deseje fazer alguma solicitação pode usar meu e-mail valladares@grupoliterarte.com.br

Resultado da antologia Vingança


Participação Especial :
Eduardo Schoroeder (O império invisível)
Mila Viegas ( Na ponta de cada dedo, no despertar de cada sonho...)



“Dizem que a vingança é doce; à abelha custa-lhe a vida” Carmen Sylva

Listagem abaixo dos melhores contos selecionados para a antologia vingança, foi uma honra receber um material de um nível tão maravilhoso, os escritores estão de parabéns.

Adolph Kliemann ( Manuscrito do Licantropo)
José Anilto dos Santos ( A enfermeira tagarela)
Paola Rhoden ( Vingança de Dona Joana)
Ediloy Ferraro ( A meia verdade)
Nívea Sabino ( Vingança além da vida)
Denise Parra (Inocência Roubada)
Eduardo Schroeder -( Prato frio)
Izabelle Valladares - Intuição ou indução ?
Olavo Paiva ( Vingança)
Mario Rezende ( O karma de mouna)
Jô mendonça Alcoforado (Vingança, prato que se come quente ou frio?
Ney teixeira ( Xeque mate)
Aida Castella ( Espelhos de tortura)
Diego Alves ( Notas finais)
Betânia Renner (Discreta vingança)
Andrade Jorge (Morangos com Chantilly)








1 comentários:

Obrigada por comentar em meu Blog, sua visita é uma honra, caso deseje fazer alguma solicitação pode usar meu e-mail valladares@grupoliterarte.com.br

Capa oficial do livro ponte dos sonhos 1


Editado pela Anjo.

1 comentários:

Obrigada por comentar em meu Blog, sua visita é uma honra, caso deseje fazer alguma solicitação pode usar meu e-mail valladares@grupoliterarte.com.br

Para aquele que não se pode falar o nome!

Se eu citar o nome daquele que não se pode falar o nome, eu vou estar dando ibope pra ele, e ele , aquele que não se pode falar o nome, já elevou seus pontinhos na audiência usando meu nome no mercado.
Eu sou Izabelle Valladares, brasileira, forte, séria, e bonita ao contrário daquele que não se pode falar o nome... Tenho seis livros publicados, ao contrario daquele que não se pode falar o nome, que não tem nenhum, sou acadêmica respeitada, ao contrario daquele que não se pode falar o nome, sou feliz, tranquila, amadérrima por meus 1500 amigos ao contrario daquele que não se pode falar o nome, que tem 10% disso.
Sou narradora de audio-books, tenho medalha de reconhecimento premiada pelo Chanceler e comendador De Luna Freire, sou neta de um ganhador do prêmio Esso, e o exibo com orgulho de curadoura que sou na parede da minha casa, que aliás, fica na mais bela praia do país que eu moro, meu irmão é rico kkkkkkkkkkkk , quer mais?
Pra você,meu sorriso....Largo e sincero, não me escondo atrás de caretas ou desenhos, meu album tem minhas fotos e não desenhos caricatas, aliás se eu fosse feia que nem você também deixaria os desenhos.

Acho que estou te entendendo... Tadinho queria ser eu e não pode, porque não é pra qualquer um.


Sorrindo pra você? ou de você?








Aliás aquele que eu não posso falar o nome.... pra não dar ibope..VTC kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

5 comentários:

Obrigada por comentar em meu Blog, sua visita é uma honra, caso deseje fazer alguma solicitação pode usar meu e-mail valladares@grupoliterarte.com.br

Este incrível trem da vida!















Durante anos observando a vida que levo, vejo um trem em alta velocidade em alguns momentos e outras vezes tão lento como se o tempo insistisse em mantê-lo assim.
Em cada estação, uma surpresa, uma cara nova, um renovo , uma tristeza.
Muitas pessoas passam neste trem durante a vida,algumas pessoas entram e saem rapidamente, como se seus relógios biológicos batessem descompassados, outras entram, sentam , se acomodam, mas estão ali só para ver a paisagem, pensar, ver as caras e sentir os aromas,não para fazer diferença. Algumas entram como anjos e se mostram verdadeiros demônios, e quando vemos lá se foi um vagão totalmente destruído, e quando pensamos que a máquina vai parar, ela toma mais força, passa por algumas estações sem parar, não dando chances para novos passageiros entrarem, mas segue os trilhos.

E de repente, ela começa novamente a receber passageiros, alguns que esquentam um lugar, bem no cantinho por um período, e quando saem, deixam suas lembranças ali, como se fosse um lugar que nunca ,mais pudesse ser ocupado por ninguém, como se fosse uma cadeira cativa, e por mais que a viagem seja planejada, quando entramos em um túnel, não sabemos se há alguma surpresa do outro lado, ou quando vemos uma curva fechada e não sabemos o que tem depois da curva, damos de cara com um arco íris luminoso , colorindo nossas vidas de novo, iluminando os sorrisos da tripulação que é constante no trem , e recebendo novos passageiros, sem saber a hora que vão descer ou se ficarão ali, olhando a paisagem da janela, a espera de um sinal do maquinista pra dizer... "Chegou sua estação, pode descer..."

Adriana Calcanhoto:
"Você entrou no trem
e eu na estação
Vendo um céu fugir
Também não dava mais para
tentar....Lhe convencer....
a não partir
E agora tudo bem
Você partiu...
para ver outras paisagens
e o meu coração embora
finja fazer mil viagens
fica batendo parado naquela estação

e o meu coração embora
finja fazer mil viagens
fica batendo parado naquela estação"




3 comentários:

Obrigada por comentar em meu Blog, sua visita é uma honra, caso deseje fazer alguma solicitação pode usar meu e-mail valladares@grupoliterarte.com.br

ABAIXO ASSINADO! VAMOS QUE VAMOS!

ATENÇÃO, ESCRITORES, LEITORES E AMIGOS, PRECISO DE SUA FORÇA NESTE PROJETO, VAMOS MUDAR A CONDIÇÃO CULTURAL DO NOSSO PAÍS , CHEGA DE SER TERCEIRO MUNDO NA CULTURA:




"Todos os dias a imprensa nacional e internacional, lembra-nos que no Brasil não se vende livros. Autores, poetas, cronistas e romancistas lastimam-se enormemente ano após ano das vendas de livros e artigos impressos no Brasil virem caindo continuamente.

E qual a atitude que o governo toma ?

Qual atitude a imprensa toma?

Nenhuma.

Mas chegou a hora de mudar este quadro, eu Izabelle Valladares, escritora, portadora de Rg 010.696.024-8 na condição de brasileira, profissional desse maravilhoso mundo da escrita e da leitura, convido você leitor, escritor, pai, professor, cidadão consciente á dar um basta nesta realidade tão dura e vergonhosa que atinge nosso país.

Vamos criar um dia de leitor no Brasil, dia este em que nos obrigaremos a comprar pelo menos 1(um) livro ou revista, e abraçar a causa que além de lhe tirar do analfabetismo cultural, poderá mudar a vida de escritores, da posição da cultura no país em relação ao mundo e enriquecer não só a sua vida como a vida de outras pessoas que convivam com você, pois um livro passa pelo menos nas mãos de 4 pessoas, e o alcance de uma leitura pode mudar sua vida para sempre, seja com exemplos, seja com atitudes, seja com arte.

A bandeira está hasteada, é hora de mostrarmos que juntos temos força, que o projeto pontes culturais alcance a cultura no Brasil e no mundo.

Você sabia que se cada brasileiro em 1 (um) dia resolvesse comprar 1 livro no Brasil não haveria nas livrarias livros suficientes?

Então é hora de dizer: “Dia 13 de maio eu vou comprar 1 livro e investir em minha inteligência.”

Se o Brasil neste dia se livrou do mais cruel preconceito existente, que é o racial, este mesmo dia foi escolhido para que se livrasse da densa cortina anti-cultura que o envolve e dos grilhões impostos aos talentosos escritores que se vêem nas mãos de editoras mercenárias.

Eu aprovo este projeto:


http://www.abaixoassinado.org/abaixoassinados/6757

1 comentários:

Obrigada por comentar em meu Blog, sua visita é uma honra, caso deseje fazer alguma solicitação pode usar meu e-mail valladares@grupoliterarte.com.br