Recebi o título de comendadora.Você sabe o que é isso???

Caros leitores, quando comecei minha carreira no mundo das artes, sempre admirei "ao longe" os srs e sras comendadoras, cheios de medalhas e respeito, sem entender muito bem do que se tratava, mas, ciente que algum significado importante tinha naquela "pompa" toda, enfim, o ano de 2010 foi um ano ímpar  em minha vida, foi o ano que mais trabalhei e lutei com todas as minhas forças e convicções pela arte em que eu acredito.
Tamanho foi o reconhecimento desta minha dedicação , que fui convidada a ser comendadora,e com muito orgulho recebi o título juntamente com o presidente Carlos Alberto Sousa,presidente da Academia de artes de Cabo Frio,academia da qual eu visto a camisa, a ARTPOP, quando me perguntavam o que era uma comendadora, eu brincava como o "Tiririca" , não sei, mais depois que eu for eu te falo... (brincadeiras à parte) , era uma realidade, eu realmente não sabia o que era ser uma comendadora, ou receber uma comenda.



Quando começou a solenidade e a Dra.Marli  Barbara, começou a explicar  o que é ser uma comendadora e sobre a importância de uma comenda e de ser uma comendadora, confesso, que me espantei e primeiro me senti lisongeada demais e depois me senti uma ignorante, por não ver a grandeza do titulo que estava recebendo,mas, como tudo na vida tem jeito, vou explicar á vocês o que é uma comenda, um comendador, como surgiu o titulo etc...



Comenda é uma condecoração concedida a pessoas que se destacam em suas áreas de atuação, desde artistas, políticos a empresários .As comendas surgiram na época das cruzadas e os cavalheiros que se destacavam recebiam a comenda, era uma forma de dar nobreza a quem não havia herdado pelo nepotismo(titulo passado por grau de parentesco) um titulo de nobreza, tanto que até hoje as medalhas de comendas possuem a forma de um crucifixo ou a imagem dos mesmos representada.

    Dyandreia Portugal,Carlos alberto Sousa, Marly Barbara e Izabelle Valladares
    O rei ou monarca presenteava os herois, conselheiros, soldados e todos os que, através de sua coragem, honra ou outra virtude qualquer, contribuiam para o bem dos que viviam sobre as terras, através de uma ação ou conjunto de ações e comportamentos positivos. Eram-lhes oferecidos uma “comenda”, tratava-se de uma porção de terras, onde o então comendador poderia viver tranquilamente com sua família e usufruir como bem lhe conviesse, deveria defender dos invasores, mesmo que isso lhe custasse a vida. Além disso, era também comunicado a todo o mundo, através de festividades, eventos e todas as formas de tornar público, que aquela pessoa era “protegida” do rei e que todos deveriam reverenciá-la e lhe serem gratas pelos seus feitos. Essa pessoa, o comendador ou comendadora
    , passava então, a ser uma pessoa “especial” dentro da comunidade e seus pedidos nunca lhe eram negados. Outro fato interessante, é que todos os comendadores faziam um juramento, que os obrigavam entre sí, a tratarem-se com especial deferência e apoiarem um aos outros em seus empreendimentos pessoais e comerciais e de qualquer outra natureza, como verdadeiros irmãos, unidos pelo reconhecimento real do alto grau de sua honra e nobreza, como acontece até hoje em algumas irmandades como a Maçonaria.
     O tempo passou e o título de comendador deixou de referir-se ao "queridinho do rei" que ganharia terras. Entretanto, até hoje, a essência deste reconhecimento ainda perdura. Pelos seus próprios fundamentos a venda de comendas é fato inadimissível, e as instituições só devem fazer indicações de pessoas realmente merecedoras de tal homenagem, ostentar falso título em troca de simplesmente aparecer, é oportunismo descabido e as instituições que o fazem sem um fundamento plausível, ou sem conhecer a quem estão comendando, devem estar cientes da seriedade de apresentar um comendador, ou tanto um como outro, estão na contra-mão do verdadeiro significado da COMENDA. Todas as pessoas que possuem coragem, dignidade e determinação suficientes para fazer algo em prol da humanidade, e da cultura, DEVEM ser reconhecidas e os motivos para isso, são tres: O primeiro é o fato do reconhecimento e a gratidão servirem como incentivo e motivação para que este COMENDADOR, lembrando que essa denominação traduz alguém de caráter e coragem diferenciados, por fazerem o bem e não apenas se preocuparem com seu próprio umbigo, se mantenham firmes em suas convicções e atitudes, buscando o melhor para todos. O segundo é que não é suficiente apenas agradecer. Deve-se também fazer com que sejam mostradas ao mundo como EXEMPLOS. Ao tornar público o mérito de um comendador, eles acabam por influenciar e despertar em outros seres humanos o desejo de contribuirem para a vida, para a defesa dos direitos aos seres vivos e a busca pela justiça e proteção aos mais fracos. E por último, não basta erguer o nariz com ar de nobreza e esquecer que ser comendador, antes, era para cuidar de terras e hoje, é para cuidar de pessoas e de ações”, é indiscutível que a somatória de forças é condição essencial para a vitória de qualquer batalha. A junção das virtudes de pessoas com o reconhecimento atribuido a um comendador, torna-se uma arma poderosa nos meios sociais, politicos e economicos, na busca do bem estar da humanidade. 
    Enfim, poucas instituições no Brasil são legalmente autorizadas a dar comendas, por ser algo de enorme valor, e a ABD é uma dessas associações. com reconhecimento internacional. Assim senhores e senhoras, penso que ficou claro o significado de ser um comendador. Quão interessante seria se tivéssemos sobre a terra um grande número de COMENDADORES, o mundo com certeza seria bem melhor! 
    Enfim...Estou muito orgulhosa de ser uma comendadora, desejo honrar e respeitar o titulo a mim concedido e vamos que vamos!
Share on Google Plus

4 comentários:

  1. Querida Iza, agora, minha amiga Comendadora. Parabéns pelo título tão honrado. Você merece!
    Felicidades e que Deus a abençõe e a guie nessa nova jornada.

    Com carinho,

    Escritora Merari Tavares

    ResponderExcluir
  2. Boa tarde!!
    Li várias vezes o texto, sabe?
    Não entendia muito bem sobre " COMENDADORES"
    agora com essa aula que você deu aprendi bastante.
    Parabéns!!
    Você merece! Este e muitos outros...
    Bjs!

    ResponderExcluir
  3. Izabelle, vc surpreende cada vez mais, excelente aula!
    Recebi o título de Comendadora pela ABD, mas não falava sobre minha COMENDA, com essa propriedade como vc também aqui nos explicou.
    Está faltando vc postar aquela aula de como escrever um "conto" que passou em um clip no 1º FESTIVAL DE CONTOS DO RIO DE JANEIRO.
    Beijocas e mais uma vez Parabéns!!!!!!!

    ResponderExcluir
  4. Fico feliz em saber que ainda existe na atualidade este titulo de nobreza!!!
    Parabens Comendadora Izabelle!!!

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar em meu Blog, sua visita é uma honra, caso deseje fazer alguma solicitação pode usar meu e-mail valladares@grupoliterarte.com.br