Da série... Conhecendo Castelos com Izabelle Valladares ( Castelo de Pierrefonds)



Fascinada por Castelos desde criança, assim sempre me defini, sempre gostei de tudo, sonhava em um dia poder viver em um deles, aliás, quem da minha época, que viu a Princesa Dyana se casando não sonhou um dia em conhecer os Castelos principalmente da Europa, a maioria, medieval e bem conservado,  pois bem... Cresci, e este fascínio não passou, como estou sempre viajando e visitando alguns, decidi começar uma série de Postagens sobre os Castelos, espero que gostem e aproveitem mais esta viagem pelo tempo.
Vamos começar pelo castelo de Pierrefonds, o Castelo, chamado Chateau em Francês, fica ao norte de Paris. A primeira vista, suas formas lembram um daqueles castelos de parque temáticos ao estilo Disney, e sua arquitetura harmônica e imponente faz a gente até duvidar de sua autenticidade. Pierrefonds, no entanto, é autêntico até o fundo da alma, e teve a boa sorte de cair nas graças de um famoso imperador francês, o qual ordenou uma reforma completa, para que todos nós possamos, hoje em dia, apreciar esta construção magnífica.

Gérard de Nerval, escritor Francês disse certa vez “É no coração da França, ao norte da província de Valois que se ergue um castelo que se enxerga de todos os lugares, que se descobre subitamente e se impõe ao olhar como a fortaleza medieval mais imponente de nossa arquitetura militar da idade média”

Gérard de Nerval não estava exagerando. Qualquer pessoa que se aproxime do Chateau de Pierrefonds, mesmo em pleno século 21, não consegue conter o espanto ao aproximar-se dele. Suas muralhas e torres apontando para o céu, seus gramados, átrios, seteiras, seu interior grandioso, tudo parece ter permanecido imune ao tempo, e o impacto visual é inevitável. É como se a gente tivesse transposto uma passagem ou portal para outra dimensão, e de repente tivesse chegado novamente à Europa medieval.
Quem se extasia ao vê-lo hoje em dia, no entanto, não imagina que não fosse pelo meticuloso trabalho de recuperação a que ele foi submetido por iniciativa de Napoleão, nada restaria, a não ser ruínas.

 Os primeiros senhores de Pierrefonds foram os Nivelon. Philippe Auguste, nobre Francês desta estirpe, intimo da família real, viveu aqui a partir de 1215. Quando ele morreu, seu filho Jean lhe sucedeu. Foi o início de um período difícil para a França e para o castelo. Neste período houve uma disputa tão feroz pelo poder na França entre os primos Louis d’Orleans e Jean d’bourgogne que culminou em 1407, com o assassinato de Jean a mando de Louis. Foi o estopim de uma guerra que praticamente dividiu a França entre os partidários dos dois primos.




Os seguidores de Louis d’Orleans, entre os quais os proprietários do castelo, foram perseguidos, e como conseqüência Pierrefonds foi confiscado em nome do rei. Charles d’Orleans filho de Louis, mais tarde providenciaria a restituição do castelo a seus antigos proprietários, mas a facção derrotada, enfurecida, tramou uma vingança sórdida. O castelo foi incendiado e praticamente destruído. A história, digna de uma tragédia grega, dá bem uma idéia das intrigas palacianas da época e suas conseqüências para Pierrefonds.


Anos depois, foi Napoleão Bonaparte, querendo devolver o castelo à sua grandiosidade original, que incumbiu o renomado arquiteto Viollet-le-Duc de restaurá-lo completamente. Para quem visita o castelo hoje em dia, a surpresa não é apenas a sua vista externa monumental. O interior do chateau também deixa os visitantes abismados com sua grandeza, e logo entende-se porque Pierrefonds atrai cerca de 250 mil visitantes por ano.

 A visita guiada dura cerca de 40 minutos, durante os quais o guia nos conta uma versão resumida da história de Pierrefonds e seus moradores principais. Entre as crianças, o item de maior sucesso da decoração externa são as imensas lagartixas nas paredes, construídas em argamassa, e que tinham como finalidades dar vazão às águas pluviais colhidas na cobertura.


Pierrefonds está situado ao norte de Paris, pouco depois da pequena cidade de Compiegne. Para chegar lá siga pela A1 até a saída 9, e depois basta seguir as placas indicativas. Como Pierrefonds fica um pouco depois de Chantilly (veja link ao lado), você pode tranqüilamente visitar os dois num mesmo passeio pela região norte de Paris.
Share on Google Plus

0 comentários:

Obrigada por comentar em meu Blog, sua visita é uma honra, caso deseje fazer alguma solicitação pode usar meu e-mail valladares@grupoliterarte.com.br