A Mãe mais jovem do Mundo deu luz aos 5 anos de Idade. Pasmem!

Lina medina nasceu no Peru, em 1933, e 5 anos e 7 meses depois deu a Luz ao seu primeiro filho. Parece inacreditável, mas , essa história é real. 



Ao perceberem o aumento absurdo do abdome da filha, os pais procuraram os xamãs locais, acreditando que a menina estava possuída por alguma entidade demoníaca. 
esse fato raro e isolado só foi possível por uma condição rara da menina, chamada Puberdade precoce, com 8 meses de nascida Lina já havia tido o seu primeiro Ciclo Menstrual, e aos 4 anos de idade já tinha todos os órgãos sexuais e reprodutivos completamente desenvolvidos. 



Quando a gravidez foi descoberta, Lina já tinha 8 meses de gestação, e por incrível que pareça, ela teve o filho de Parto Normal, e era tão criança que não lembrava-se de quem havia a engravidado. As autoridades prenderam seu pai, mas depois o soltaram por falta de provas. 



O pai manteve-se oculto e a menina e o filho viviam em absoluta pobreza sem nenhuma ajuda de recursos do governo Peruano. 

Após alguns anos Lina soube que o menino 5 anos mais jovem criado como seu irmão era seu filho, casou-se novamente em 1972, teve outro filho aos 38 anos de idade e até hoje o mistério de quem é o pai da criança permanece e Lina que mora em Lima, não aceita dar entrevistas ou falar sobre esse assunto. 



No Peru, muitas vezes a garota era associada com a Virgem Maria, que havia concebido um filho sem o pecado original , por obra do Espírito Santo. Algumas pessoas da região acreditam até hoje que Geraldo é filho do deus Sol. 

Após o nascimento, policiais, doutores e uma equipe de filmagem chegaram à vila para reportar o ocorrido. Muitas pessoas quiseram auxiliá-la, chegando a existir uma oferta de 5 mil dólares de um empresário estadunidense. Uma oferta mais ousada veio de Nova Iorque, propondo mil dólares por semana, mais despesas, para que Lina e o filho fossem colocados em exposição na Feira Mundial da cidade. A única proposta aceita pela família foi a de um empresário estadunidense que a mãe e o bebê fossem aos EUA para que cientistas analisassem o caso. A oferta incluía o conforto financeiro vitalício dos dois.



Em poucos dias, o Estado peruano proibiu todas as ofertas anteriores, alegando que Lina e o filho estavam em ‘‘perigo moral’’, e chegou a criar uma comissão para protegê-los. Mas após seis meses o governo os abandonou.

Lina permaneceu no hospital por onze meses e só pôde voltar para a família após o início de procedimentos legais que levaram a Corte Suprema a permitir sua convivência com os pais. Alguns anos depois, o Estado expropriou Lina e destruiu sua casa, onde hoje existe uma estrada. Hoje ela espera que o governo lhe dê o equivalente a uma propriedade, para compensar a casa já perdida. Segundo o atual marido de Lina, o imóvel valia cerca de 25 mil dólares. Caso conseguisse a moradia, Lina encerraria uma longa batalha judicial.




Em 1972, a mãe mais jovem do mundo se casa, pela primeira vez, com Raúl Jurado e no mesmo ano, aos 38 anos, tem seu segundo filho, que vive no México. Atualmente vive no caminho de um beco escuro parcialmente interditado por placas de madeira em um bairro pobre e com alto índice de criminalidade na capital peruana de Lima, conhecido na localidade como o ‘‘paraíso dos ladrões’’ e "Chicago Chico" (‘‘Pequena Chicago’’), em alusão à cidade estadunidense Chicago.



Share on Google Plus

0 comentários:

Obrigada por comentar em meu Blog, sua visita é uma honra, caso deseje fazer alguma solicitação pode usar meu e-mail valladares@grupoliterarte.com.br