Sua religião não faz quem você é!


Eu já falei diversas vezes neste blog que respeito profundamente todas as religiões e sei que todas elas nos ajudam a levar para um mesmo Deus, Ser de Luz, onipotente em que acreditamos,  que é amor e misericórdia. Eu acredito que não existe uma religião melhor do que a outra, acredito que existe a religião certa para cada pessoa em particular. Para refletir sobre isso, compartilho algumas palavras do mestre Dalai Lama, extraídas de seu livro “Uma ética para o novo milênio”.





“Um fator preponderante que contribui para a desarmonia religiosa é o relacionamento pouco saudável das pessoas com suas crenças. Em vez de aplicar os preceitos religiosos na vida pessoal, muitos têm a tendência de utilizá-los como um apoio para atitudes autocentradas. A religião funciona como algo que se possui ou um rótulo que distingue a pessoa dos outros. Isto é seguramente uma distorção e um perigo. Neste caso, em vez de usar o néctar da religião para purificar os elementos que envenenam nossos corações e mentes, usamos estes elementos negativos para envenenar o néctar da religião.

Mas é preciso reconhecer que isso reflete outro problema, implícito em todas as religiões. Refiro-me ao fato de cada uma delas alegar ser a única religião “verdadeira”. Como resolver essa dificuldade? Admite-se que, do ponto de vista do praticante, seja imprescindível ter um compromisso específico com a sua própria fé. Também é admissível que isso esteja ligado à profunda convicção de que seu caminho é o único que leva à verdade. Mas é preciso encontrar meios de conciliar esta convicção com a das outras religiões. Em termos práticos, os praticantes devem ao menos aceitar a legitimidade dos ensinamentos de outras religiões, mantendo ao mesmo tempo um compromisso irrestrito com a sua própria. No que toca à legitimidade das alegações de verdade metafísica de uma determinada religião, isso é sem dúvida uma questão interna daquela religião.
No meu caso, estou convencido de que o budismo me oferece a estrutura mais eficiente para apoiar meus esforços de desenvolvimento espiritual através do cultivo do amor e da compaixão. Ao mesmo tempo, tenho de admitir que enquanto o budismo representa o melhor caminho para mim – ou seja, condiz com meu caráter, meu temperamento, minhas inclinações e meus antecedentes culturais -, assim, também deve ser o cristianismo para os cristãos. Para eles, o cristianismo é o melhor caminho. Não posso, portanto, basear-me em minha experiência pessoal para afirmar que o budismo é melhor para todos.”
***************
Eu penso exatamente como o Dalai Lama, acredito que existe uma religião que seja a melhor para cada indivíduo. Se as pessoas tivessem essa consciência e colocassem realmente em prática na vida esses ensinamentos, não haveria mais conflitos religiosos e o mundo seria um lugar muito mais harmonioso e feliz. É uma grande contradição, a religião deveria nos ajudar no crescimento espiritual e humano, mas para muitos ela é uma fonte de intrigas, ou de ostentações. Isso é extremamente perigoso, pois além de não trazer benefícios reais para a própria pessoa, ainda leva sofrimento para as demais. Eu até já falei em um texto anterior que existem pessoas que se envaidecem dentro de suas religiões e isso gera uma enorme energia negativa, segue o link.
Achei incrível o que ele falou sobre a religião como uma espécie de rótulo. Você já reparou que as pessoas dizem “Eu sou católico”, “Eu sou evangélico”, “Eu sou budista”, como se isso fizesse parte da própria natureza da pessoa. Eu acredito que é mais sábio e coerente dizer “Eu sigo a religião católica”, “Eu sigo a religião budista” etc. Essa é uma diferença sutil, mas com grandes repercussões na vida real, pois você não é a sua religião, você é simplesmente você, alguém que procura dar certo na vida, alguém que está em busca de um caminho espiritual. Que diferença real você vai gerar na vida de uma pessoa ao dizer para ela “Eu sou isso? Eu sou aquilo?”. Nenhuma! O que pode fazer diferença real na vida de alguém é a forma como você vive a sua vida, isso sim! Entende o que estou querendo dizer? Se você cresce em amor, em consciência, em humildade, em altruísmo, em benevolência, em caridade etc. Você pode ser católico, budista, maometano, hindu, xintoísta, taoísta, ateu, agnóstico, que estará sendo um grande ser humano, um grande cidadão, um ser humano ético e de belo caráter.
Portanto! Vamos eliminar definitivamente das nossas mentes que determinada religião é melhor do que outra. Isso é uma enorme falácia que só gera desconforto, desarmonia, desunião etc. Siga a religião que para você seja a melhor para crescer como ser humano e desta forma, você estará fazendo a sua parte como cidadão e ajudando este mundo a se tornar melhor pelo seu exemplo…

Izabelle Valladares

0 comentários:

Obrigada por comentar em meu Blog, sua visita é uma honra, caso deseje fazer alguma solicitação pode usar meu e-mail valladares@grupoliterarte.com.br

Resumo 518 anos de História do Brasil para minha Filha Anna Beatriz Valladares

** Izabelle Valladares - Criei esse resumão para minha filha de 15 anos, entender um pouco da nossa história de forma e linguagem fácil, mas, deve servir tanto para outros adolescentes quanto para adultos que se interessem por História e queiram entender que a confusão política, a corrupção e até mesmo a farra das empreiteiras, começou bem antes da gente nascer.
Para Anna Valladares, com amor e vontade que você leia tudo kkkkkkkkkkk
😍😍😍518 anos de História do Brasil em alguns tópicos:
Amante de História, escrevi esse resuminho cronológico pois sei que tenho amigos que curtem.
Para começar 4 coisas co-ligam a história do Brasil, com a economia e a política, desde a sua descoberta, são elas: Pau Brasil, Cana de açucar, ouro e café. Os queridinhos do Brasil que todos queriam colocar as mãos desde sempre.
Todo mundo sabe que a história do Brasil ñ comecou em 1500, antes de Cabral chegar por aqui, na Serra sa Capivara no Piauí há vestígios humanos que datam de cerca de 50 mil anos atrás. Essa galera da Pré-história se transformou no que os Europeus denominaram índios, e estudos contam que havia aqui no Brasil cerca de 5 milhões de índios (Coisa pra caramba!) Hoje deveriam ter cerca de 200 milhões, mas, ñ passam de 2 milhões, ou seja? A coisa embrabou para os índios. Não se iludam que aqui os índios viviam tranquilamente, fumando seus cachimbos da paz, nananinanão, eles quebravam o pau entre si, em busca de melhores territórios e qualidade de vida.
No período de 1500, quando os portugueses chegaram por aqui, o que estava rolando era que as especiarias eram o produto mais valioso de mercado que vinham das Indias, por rotas marítimas descobertas pelos Vinkings, e utilizadas na corrida das grandes navegações e se o lema era conquistar terras, saíram na frente Portugal e Espanha, devido a sua localização e clima favorável, mas, ñ pensem que isso foi em Paz, tanto que o Papa teve que interceder e dividir a terra em duas bandas, criando o Tratado de Tordesilhas, e foi com esse tratado imaginário de lado a e lado b que as caravelas lideradas por Cabral, chegaram ao que hoje chamamos de Brasilzilzilzilzil!
Em 22 de abril de 1500 chegaram na Bahia, os conquistadores que tomaram poder por aqui, na verdade, n descobriram, apenas conquistaram, e muitos acham que Cabral teria se perdido na rota para a índia, mas, há várias contraversões, principalmente no que diz respeito ao preparo da viagem e suprimentos para mais tempo que realmente foi necessário, então nossos conquistadores, chegaram, deram uma relaxada de uns 10 dias, Rezaram, colocaram cruz, fizeram um relatório e partiram de volta para a Terrinha. Não pense que logo voltaram, ñ acharam ouro ou produtos fáceis de vender e deixaram a terra de lado, só voltaram em número expressivo depois de quase 30 anos, até que descobriram uma árvore que produzia um pigmento vermelho que era uma das cores que mais agradava a fabricação textil da monarquia da época, e o litoral brasileiro era cheiooo de Pau Brasil, os índios eram a mão de obra da época, que trocavam seu trabalho por bugigangas, assim, ganhavam machados de ferro, que ñ conheciam, serras, entre outros, saíram da idade das pedras para a idade do ferro em poucos anos e em troca disso, cortavam todo Pau Brasil que podiam para passar aos Portugueses.
E a Antes chamada ilha de Vera Cruz, passou a ser chamada de Terra do Brasil, e depois só Brasil. Depois que os índios tiraram praticamente todo o Pau Brasil do Litoral, eles já viviam por aqui e tinham até filhos e decidiram que teriam que colonizar, afinal, não tinham escolha. Em 1532 Martin Afonso desembarcou por aqui e fundou a primeira cidade, São Vicente, mas, a colonização de fato começou a rolar 2 anos depois, quando a monarquia estava quebrada financeiramente e para não deixar o Brasil abandonado, podendo ser invadido por outros povos, decidiu dividir o território em Capitanias Hereditárias, ou seja, passava a administração do lugar para algumas pessoas de sua confiança, estas tinham que vigiar e proteger a terra e descobrir em seus territórios algo que desse lucro ao rei, ou, tinham que voltar para Portugal sem nada. Foi na verdade um sistema de Franquia em que a Marca Portuguesa, não deixava de ganhar, enquanto os bons empreendedores tinham seus lucros e trabalhavam sob a influência da coroa e da igreja. Só que apenas duas capitanias estavam dando lucro, então , o rei decidiu mandar um governador geral, uma espécie de Gerente pra ver as falhas das demais capitanias e vigiar se o rei ñ estava sendo enganado.Tomé de Souza, Duarte da Costa e Men de Sá , foram os mais importantes e com papéis relevantes na colonização e administração do botequim. Assim, Tomé de Souza que veio para centralizar a confusão fundou minha queridinha, a cidade de Salvador, primeira capital do Brasil. Nessa época, onde iam os navegadores, levavam Padres juntos, a nobreza e a igreja estavam de mãos dadas, a coroa queria riquezas e a igreja queria fiéis, de olho em tornar os nativos católicos.E assim, chegaram os Jesuítas, preparados para catequizar os índios, estes chegavam nas tribos, com suas lindas bíblias e faziam a imposição, a partir de agora é nisso que precisam acreditar.
O Símbolo da Cruz é muito presente em todo território brasileiro, e usa-se o termo entre a Cruz e a Espada, justamente pelo fato, de serem os dois instrumentos principais na colonização do Brasil, quem não ia pela Cruz, ia pela Espada. E se observarmos a Cruz é como uma espada Fincada de cabeça para baixo.
A espada era utilizada para dominar os hostis e a cruz para converter os mais mansos.
E os Portugueses não estavam nem aí para manter e respeitar a cultura indígena, eles queriam era explorar e conquistar.
Mas, como já foi dito antes, a Coroa estava falida, e precisava de dinheiro para se manter, é aí que percebem que a terra é propícia para mais uma riqueza desejada pela corte portuguesa, a Cana-de-açúcar, e é impossível não mencionar o extrativismo da cana sem aliar a um dos mais tristes capítulos da Nossa história. A Escravidão.
Como o açucar valia muito na Europa, encheram o litoral de plantações, mas, quem iria colher a cana?
Primeiramente, não se iludam que a Escravidão começou com a Importação dos Africanos, não foi. Desde o início da colonização os índios foram escravizados pelos portugueses, e por incrível que pareça,muitos índios foram salvos pelos jesuítas que protegiam os Nativos convertidos nas missões que montavam, ou seja, ou se convertiam, ou eram escravizados, mas, os escravizados não aceitavam a submissão, então rolavam verdadeiras guerras, e como os mesmos, conheciam todo território e trilhas e esconderijos era fácil para os mesmos sumirem no meio da mata.
Como era difícil manter os índios escravos, mais ou menos em 1550, os escravos começavam a ser trazidos, melhorar a produção de cana era o objetivo 1, só que na época o tráfico de escravos era uma das coisas mais lucrativas na época, senhores pagavam caro por homens, mulheres e crianças para cuidarem não apenas de suas plantações, mas,de suas casas e de suas necessidades pessoais.
Os países Europeus, lucravam muito, a grana era maior que os produtos comercializados, e não pensem que foi difícil para os Portugueses, pois , já eram os reis do mercado negro de venda de escravos na Europa,então, era só uma questão de tempo, começarem com a escravidão por aqui, entre os sec 18 e 19, já eram mais de 10 milhões de africanos capturados e escravizados.E todo dono de Escravo tinha que pagar impostos para o Rei. Estes eram capturados no interior da África por tribos inimigas que conheciam o território e sua fraqueza, vendidos no Litoral e transportados como mercadorias em navios negreiros, triste não?
A coisa ficou tão séria que ter um escravo no Brasil era como ter uma TV de LCD hoje, todo mundo tinha, não pense que só os ricos coronéis tinham escravos, até os escravos libertos tinham escravos e uma família de classe média, tinha pelo menos 2 escravos, "Creideuspai!"
Em 1580, o trono de Portugal ficou vago, e por incrível que pareça, quem ocupou o trono foi o Rei da Espanha, Isso chamou-se União Ibérica, isso acabou chamando a atenção dos inimigos da Espanha para a nova e produtiva colônia portuguesa, mas, a pior de todas inimigas era uma empresa dominada pela Holanda, chamada Cia das índias, e em 1624, os Holandeses invadiram Salvador, mas, foram expulsos e seus navios afundados, em 1630, voltaram com força total e com sangue nos olhos, e conquistaram uma grande parte do Nordeste, fundando a Nova Holanda na Capitania de Pernambuco.
Aí entra em cena, um grande navegador que aprendemos na escola ser um vilão, mas, a coisa não era bem assim.. Nas mãos do Maurição, Recife se tornou uma das cidades mais prósperas do Brasil, tinha até um zoológico construído por ele e até um observador planetário. Mas, como ele acabou emprestando muita grana da Capitania das índias aos senhores de engenho, começou a ser cobrado por isso e teve que ir embora do Brasil. E a empresa começou a sufocar os senhores de engenho por isso. Nessa, o pau comeu feio e como os coronéis do açucar, brasileiros, índios, Portugueses e seus escravos eram em número maiores, os Holandeses acabaram sendo expulsos do Brasil,mais uma vez.
Mas, calma, outra conseqüência da União Ibérica, diz respeito ao tal tratado de Tordesilhas feito lá traz pelo papa, mas, a galera aqui nunca acreditou muito nesse tratado, e agora queo rei da Espanha era rei de Portugal que não acreditariam mesmo. Então... virou festa. Assim, como a parte portuguesa era só uma faixa litorânea, passou a crescer para o interior do país. Assim, entram os elementos chamados " Bandeirantes"
que aprendemos que eram Europeus bonzinhos, interessados em fazer crescer o País, usando roupas luxuosas e chapéus de plumas, mas, na verdade muitos deles já eram filhos de índios com Brancos, que se aproximavam para encontrar não apenas metais preciosos, mas, para capturar aqueles índios rebeldes que fugiram da Escravidão.
Os Bandeirantes foram muito influentes na história do Brasil e foram eles que encontraram e acabaram com o Quilombo de Palmares. O mais famoso Quilombo, que ficava em Alagoas. Palmares não era apenas um refúgio ou o El Dourado negro, era uma verdadeira fortaleza onde viviam milhares de pessoas, durou mais de 100 anos e chegou a ter 30 mil pessoas vivendo. Os Portugueses atacavam, mas, os Quilombolas resistiam, até que o bandeirante chamado Domingos Jorge Velho, conseguiu matar o Líder de Palmares (O líder negro chamado Zumbi) que teve sua cabeça arrancada e exposta publicamente em recife, como fizeram mais à frente com Tiradentes.
No início do Século 17, começou a Crise da cana, isso por que outras áreas do Novo continente também foram exploradas pelos ingleses, Holandeses , espanhóis, se estendendo até o Caribe, fazendo aumentar demais a produção e cair o preço de venda. O Açúcar já não era tão chique assim! Mas, ainda assim, provocou a Guerra dos Mascastes em Pernambuco, os senhores de Engenho de Olinda, estavam quebrados depois da expulsão dos holandeses, e queriam continuar mandando e desmandando na região, mas, no meio do caminho haviam os mascates, que eram os comerciantes portugueses do Recife que estavam cheios da grana e também queriam dar ordens à vontade. Aí começou a velha treta (Grana + Poder + Osso = Ninguém quer largar)
Até que Portugal se aliou aos Mascates, pois o Ouro já havia sido descoberto no Brasil e quanto menos caciques, melhor para Portugal, assim, multidões de Portugueses queriam vir para o Brasil, no final do século tinham 300 mil colonos aqui e 100 anos depois passavam de 3 milhões, várias Vilas e cidades já tinham autonomia, tirando o Brasil agrícola e o transformando aos poucos em um país urbano.
A economia na Região Sudeste cresceu tanto que a capital mudou-se para o Rio de Janeiro.
O Ouro modificou a cara do Brasil, éramos a nação mais desenvolvida no Ocidente.
Lógico que Portugal não deixaria barato tirar o Ouro de sua terra, enquanto carrinhos subiam e desciam as minas, os impostos e tributos iam sendo criados.O mais famoso desses tributos era o "Quinto" que estipulava que 5% do Ouro era de Portugal, e como cada hora surgiam novos impostos, o Brasil começou a virar essa Zona tributária que vemos até hoje. Lógico que nessa época, já existiam seres pensantes e começavam a articular várias revoltas, e não podemos resumir a história do Brasil sem esquecer da Inconfidência Mineira e de Tiradentes. Hoje, Tiradentes e os confidentes viraram heróis, mas, lá atrás, essa historia era diferente, os revoltados queriam a independência do Brasil, para não pagarem mais impostos ao Rei.Nada menos Justo, mas, não se importavam com a abolição ou outros problemas enfrentados pelo restante do país, o foco deles era Minas Gerais, só que entre os inconfidentes,tinha um pilantrão, que devia uma fortuna a Coroa Portuguesa, Joaquim Silvério dos Reis, que devia uma "baba" para Portugal e em troca do Perdão da dívida, o hoje chamado popularmente como X9, dedo duro etc.. entregou os amigos e estes foram presos.
Essa foi a percursora da delação premiada, a maioria dos inconfidentes era da alta hierarquia, assim sendo, o exemplo de punição deveria ser o mais humilde, que era no Caso nosso Herói Tiradentes. Que era minerador e Dentista (por isso virou bode expiatório)e foi enforcado em Praça Pública no RJ e teve suas partes espalhadas por toda Estrada Real que ia até Ouro Preto. Dez anos depois, mais uma revolta abalava o poder português, a conjuração baiana, essa contou com brasileiros de diversas classes sociais inclusive os negros eram e são até hoje a maioria no território baiano, essa lutava contra a Escravatura e a favor da independência da Bahia, era uma revolta popular de mais força. Mas, claro que Portugal não cederia com facilidade e mandou muita bala nos baianos, prendeu os líderes e matou todos eles.
No começo do sec.19, Napoleão tocava o terror na Europa, e todos o temiam, e ao receber a notícia da invasão de tão temido Imperador, Pernas pra que te quero, no meio da madruga, assim a Corte pegou o que deu pra pegar e chegaram lindos e fugidos em nosso país acolhedor, com milhares de pessoas a bordo dos navios, desembarcaram no litoral do RJ, em 1708.
Nessa época, até pensaram em levar a capital para o Centro do País, mas Dom João achou que melhor seria estarem perto do mar, do movimento do comércio, mas, viu que não dava para viverem como estavam, assim fundou o Primeiro Porto e autorizou a instalação de váris fábricas, assim rolou o primeiro upgrade no Brasil.
Surgiu o Banco do Brasil, o quarto banco do mundo, o mesmo que acessamos até hoje. Essa criação, abriu as chances de comércio com o mundo todo.
Assim Dom João, começou novamente a crescer o olho em terras, e resolveu invadir as terras espanholas que ficavam mais adiante, a Província Cisplatina. Assim em 1815, o Brasil deixou de ser colônia, pois abrigava os reis e virou "Reino", mas, a família real era acostumada ao luxo, e a grana para bancar isso, vinha dos impostos, nada mudou muito não é mesmo? Pois bem, mas, nessa época , os Pernambucanos já não aguentavam mais tanta exploração, se armaram, tomaram a sede da antica capitania e declararam Pernambuco uma república, na época as demais províncias foram convidadas para a Revolta, mas, amarelaram e essa falta de apoio foi crucial para determinar mais uma vez a Vit´roia Portuguesa sobre o Povo, e comos e já não bastasse isso na conta, em Portugal o bicho estava pegando para tornar-se Parlamento, assim, Dom João decidiu voltar para Portugal e deixou seu herdeiro aqui tomando conta.
Assim, a maioria queria que Pedro fosse embora, pois dessa forma Portugal perderia a categoria de Reino, mas, sob pressão para que ficasse, Dom Pedro declarou que já que era para o Bem de todos e felicidade geral da nação.. Diga ao Povo que fico (Dia do Fico)
Os Portugueses continuavam insistindo que Dom Pedro deveria voltar a Portugal e no dia 7 de setembro, Pedro em seu alazão, se cagou todo no caminho para SP,onde estava indo conversar com fazendeiros, então, parou para banhar-se no Riacho do Ipiranga, quando chegou a ordem da Corte Portuguesa, obrigando Pedro a voltar a Portugal, e foi nessa jogada que ele deu seu grito que nos tornou "Independentes" de Portugal - Independência ou Morte- muitos historiadores acham que ele nem gritou isso, mas, assim, Pedro virou Dom Pedro I , o primeiro Imperador do Brasil, seu Reinado não foi nada bem, apesar do Brasil ir bem e unido, resolveram asism criar uma constituição , aí começou o parangolé, aquela velha história de que ninguém quer largar o osso. Todos queriam mandar, mas, Dom Pedro queria continuar com o Poder.
Assim Dom Pedro decidiu que ele iria criar sozinho
Na verdade Dom Pedro nesse momento tinha oscilações de humor e de personalidade, e nessa época estava envolvido emocionalmente com a Marquesa de Santos , o que confundia ainda mais seus direitos e deveres frente a administração do Brasil.
Para Piorar, começou a guerra na Província Cisplatina, que Dom João havia conquistado e estes se declararam independentes, Dom Pedro teve que reunir o exército e atacar, quando a guerra acabou, a tal Província virou o que chamamos hoje de Uruguai, e assim começamos a quebrar, é não pensem que a quebradeira começou há pouco tempo não, a inflação e a dívida externa seguem desde este período, pois os gastos do Brasil para essa guerra foram exorbitantes.
Assim, começam novamente as Revoltas, e como não foi diferente, o Pernambucano vai com sangue nos olhos e eram sempre os primeiros a chutarem o Pau da barraca.
Assim , começou o movimento chamado Confederação do Equador, para transformar além de Pernambuco, O ceará, o Rio Grande do Norte e a Paraíba, em um País, lógico, Dom Pedro, mandou o exército que já estava quebrado, massacrar todo mundo. Mas, a confusão já estava criada e sua popularidade em baixa, assim, em 1831, sob pressão dos demais Deputados, ele foi obrigado a renunciar e partir a mil para Portugal.
E 9 anos depois do Dia do Fico, veio o dia do não fico, e Dom Pedro voltou para Portugal e deixou o trono com seu filho de 5 anos de idade.
Assim, para sensatez da nação, o Brasil foi governado pelos regentes, pois o Filho de Dom Pedro não podia fazer nada e nem tomar decisões e pela primeira vez, o país foi governado pelos brasileiros.
Na regência, tentaram descentralizar o poder, e dar mais autonomia as províncias.
Assim, vieram várias revoluções, reivindicações do Povo e o "simbora" pra rua protestar.
Nesse período rolaram as cabanadas, sabinadas, cabanagens mas, a mais significativa delas, foi a Guerra dos farrapos, no Sul do Brasil, foi a fase em que o Rio Grande do Sul, quase tornou-se realmente independente do Brasil, fundaram a república riograndense, foram 10 anos de batalha.
Assim, percebendo que o Brasil poderia diminuir de território e perder o poder que estava se organizando, rolou o verdadeiro primeiro Golpe do Brasil nos Brasileiros, o Golpe da maioridade, e com menos de 15 anos, Dom Pedrinho, assumiu o Poder no Brasil, vocês podem pensar, um adolescente no Poder, que "zica", mas, na verdade, deu muito certo.
Anteciparam a maioridade de Dom Pedro II, e começou assim, o segundo reinado, ele nomeava os ministros, alternava os poderes, juntava direita com a esquerda, inimigos eram obrigados a trabalharem juntos e estimulou a produção da riqueza do momento " O café" , nisso, nossa economia deu um salto de 900%, São Paulo começou a se industrializar e o crescimento naquela região era refletido para todo o país, assim surgiram os Barões do café, elite da agricultura que ganharam muitas terras do então Rei.
Nessa fase veio a Guerra do Paraguai.
Solano Lopes que era um ditador, começou a querer invadir todos os países vizinhos, um Hugo Chaves da sua época.
Assim surgiu a Tríplice Aliança, entre Brasil, Argentina e Uruguai. Os três, pegaram muito dinheiro com a Inglaterra, investiram pesado contra Solano e ganharam a guerra.
Na Verdade a guerra foi um verdadeiro massacre ao Paraguai, este teve que por um tempo aceitar até a Bigamia, para poder popularizar novamente o país, carente de Homens, devido a Guerra.
Dom Pedro II, também foi crucial para o fim da escravidão, nada tinha haver com ser bonzinho, mas, a Inglaterra começou a ser contra a escravidão e começou a parar de emprestar dinheiro a países que ainda aceitavam tal regime, começaram então a capturar navios negreiros e libertar os negros em seu território.
Assim, o preço dos escravos disparou, era melhor importar Europeus com o sonho de uma nova chance, em um novo país, e pagar uma mão de obra barata, que comprar novos escravos.
Nisso, começaram as imigrações, vários estrangeiros em uma época de crise econômica na Europa, começaram a chegar ao Brasil aos montes. E assim, começamos a miscigenar. A escravidão já era uma vergonha para o Brasil, que era um dos últimos países a aceitar isso, então , a partir de 1850, começaram a criar Leis que favoreciam gradualmente a abolição, mas foi só em 1888, que a filha de Dom Pedro II, sancionou a Lei Áurea, dando fim, a escravidão e dando nome a esta que vos escreve, pois nasci em 13 de maio, izabel = izabelle, sacaram? Hoje vivo na cidade em que viveram Pai e Filha, bacana isso né?
Com isso, uma multidão foi liberta, e sabe qual foi o programa de governo para inserir essa turma na sociedade?
Nenhum.
Tipo, você está livre, mas, não pode estudar, não pode comprar casa, não tem trabalho, então, como assim ? Rua e se vira. Assim, muitos precisavam continuar trabalhando em troca de teto, por isso muita gente não entende a necessidade da reparação temporal das Cotas aos Negros, cegueira social, pois é só fazer as contas. Quantos Negros que você conhece com 40 anos, que tem um avô com curso superior? Conte agora quantos Brancos? Em um país de maioria negra, é um absurdo contraditório, mas isso é outra coisa, sigamos a história.
O negro começou a viver nas ruas, aceitar sub empregos, e muitos fazendeiros, começaram a ter raiva dos negros, gerando assim a cultura do preconceito racial que se estende até os dias de hoje.
Assim, estes poderosos, começaram a querer o fim do império e ganharam a força dos Militares que desde aquela época são mal pagos.
Então o caldeirão começou a ferver e em 15 de Novembro de 1889, o Marechal Deodoro da Fonseca proclamou a República e tornou-se presidente, mais um Golpe para a lista de nossa história.
Sem apoio nenhum do Povo que gostava muito de Dom Pedro II, desde então, acabou a monarquia no Brasil, então, acabaram também os títulos monárquicos, então hoje em dia, não acredite em duques, condes, príncipes etc.. Isso realmente não existe.
Por falta de apoio ao Golpe, Deodoro começou a ter que tomar decisões tiranas, logo, fechou o congresso, começaram os Protestos e sob a ameaça de um almirante de bombardear o RJ, Deodoro renunciou.
Depois da renúncia veio outro marechal o Floriano Peixoto, no Brasil só tivemos dois marechais em toda história, estes dois aí, que liberou a porrada para os que protestavam, a ordem era a Espada. Assim, começou a revolução federalista no Rio Grande do Sul, que deixou de saldo a bagatela de 10 mil mortos, depois na Bahia, em Canudos, Antônio Conselheiro, criou uma espécie de sociedade alternativa, onde todos se declaravam iguais, tudo o que se ganhava era de todos, tudo o que se perdia era de todos, e como um revolucionário que tinha ideias e discursos religiosos, a ordem foi dada, pau neles!
Começou a Guerra dos Canudos e mais uma chacina teve início.
Os fazendeiros não topavam nada que tirasse a sua autoridade, e liberados pelo governo que estava todo enrolado em manter a ordem, tinham a proteção do exército para mandarem e desmandarem em seus Estados, assim , surgiu o Coronelismo.
Os mais autoritários eram os Coronéis de São Paulo e de Minas Gerais, assim surgiu a Política do café com Leite, assim, começou a jogatina, quando o Presidente era paulista, era apoiado pelo mineiro, quando acabava o mandato, o mineiro assumia o poder com apoio do Paulista e assim seguiam, e tirando 1 Gaúcho e 1 Paraibano, entre 1894 e 1930, todos os presidentes eram Mineiros ou Paulistas.
Assim, os militares começaram a perceber que até então, eles só se lascavam, assim começou o chamado "tenentismo" que foram várias revoltas organizadas por capitães e tenentes para colocarem fogo no puteiro, afinal, recebiam ordens, matavam, morriam, mas, não mandavam em nada. Uma dessas revoltas, chamada Coluna Prestes, que era na verdade, milhares de militares marchando pelo país e convocando o povo para se juntarem a eles, para tirarem essa política café com leite do governo, por que lógico, os dois Estados, eram os mais beneficiados. Em 1930, Washington Luiz que era Paulista e presidente do Brasil na época, então, furando o bloqueio ao invés de apoiar um candidato Mineiro, apoiou um candidato Paulista, assim, os Mineiros, apoiaram um Gaúcho, mas , quem ganhou foi outro Paulista, mas, quebraram a corrente.
Assim, começaram a dizer que as eleições foram roubadas, e o Presidente Eleito Julio Prestes assistia o vespeiro de camarote.
Nisso começou a Revolução de 30.
Assim, o Gaúchinho, entrou no Trem, vindo para o Rio de Janeiro e Pá! Tomou o Poder, esse era Getúlio Vargas que tinha o apoio militar e o apoio de Minas Gerais, lotada de Coronéis para todos os lados.
Getúlio entrou no governo alegando que seu governo seria provisório, que logo o Povo iria decidir o que fosse melhor para o País, iriam criar uma assembleia, uma nova constituinte e que o país precisava de mudanças, no entanto, o tempo foi passando e não aconteciam novas eleições, e Getúlio começou a cair nas graças do Povo, isso, porque ele se preocupava com o Proletariado que na época tinha várias carências atendidas por Getúlio, asism, criou os direitos trabalhistas, e conseguiu o apoio do povo para continuar no Governo.
Getúlio, como Lula, ficou conhecido como o Pai dos Pobres, mas, a eleição mesmo, não rolava, assim veio mais uma revolta, desta vez em São Paulo, pressionando o Governo a fazer a tal nova eleição, embora derrotados, os Paulistas conseguiram uma nova constituição em 1934, pela primeira vez o voto foi secreto, e pela primeira vez, nós mulheres tivemos o direito de votar.
E quem ganhou a Eleição? ganha uma bala, ele mesmo, Getúlio Vargas, nessa época o comunismo falava alto por aqui e o Líder da então Coluna Prestes, Luis Carlos Prestes, liderou uma revolta comunista no Brasil, a história dele pode ver no lindo filme Olga, que conta a história de sua esposa, que era Judia.
Só que a revolta de Luiz Carlos Prestes Fracassou, então Getúlio, por vontade própria, cancelou as eleições seguintes, alegando que estavam montando um golpe comunista para tirar ele do poder, então, já viu, mais um governo de Getulio sem chances do Povo escolher, enfim, o gaúcho queria ficar no poder até morrer, e conseguiu. HOje, sabemos que não havia nenhum plano secreto comunista para tomar o poder, o comunismo existia, mas, era isolado e fortemente combatido, não tinham força para tomar o poder. Ele acabou com o congresso, e com a divisão do Brasil em Estados, podem acreditar. Ele mandava, desmandava, e foi a fase chamada ESTADO NOVO, onde quem não obedecia as ordens do então Presidente de Punhos de Ferro, era preso, torturado, desaparecia do nada, era expulso e não podia se manifestar. Assim começou a Ditadura, pois o governo rude de Getúlio era baseado no fascismo Italiano, e no Nazismo Alemão, só coisa boa hein?
Aquela coisa de que os líderes desse tipo de governo eram tratados como imperadores romanos era a pegada que Getúlio almejava na vida, ele não queria ser presidente, ele queria ser Deus. Assim, no Final da segunda Guerra,com o Brasil como aliado aos Estados Unidos, começou uma pressão para acabarem com o Estado Novo, os militares que queriam antes Getúlio no Poder, viram a ameaça ao Povo, e mais um Golpe para nossa conta, foram lá e na marra tiraram Getúlio do Poder.
Duas coisas importantes, o Povo continuava gostando de Getúlio, e uma parte dos políticos da época, eram a favor da volta dele, então ele foi deposto, mas, continuava sobrevoando o pão doce.
Eurico Gaspar Dutra, entrou para o Poder e ficou até 1950.
Agora olha o retrocesso, reeleição sempre dá retrocesso ao meu ver, quem voltou depois de Gaspar, ele mesmo, Getúlio Vargas, nossa mosca de padaria, nas eleições de 1950, o pai dos Pobres, foi novamente aclamado pelo povo. ( Parece que estou vendo essa novela novamente), ganhou, assumiu o Poder, criou aqui o Nacionalismo, ele havia aberto diversas indústrias para dar emprego aos pobres, instituiu o salário mínimo e criou a empresa que o PT fez o favor de quebrar, a Petrobrás.
Assim, as demais empresas do Brasil, começaram a sentir o cheirinho da corrupção no ar, mas, a coisa só degringolou, em 1954, quando Carlos Lacerda, que era o principal inimigo de Getúlio foi ferido em um atentado, então, desconfiaram que Getúlio era o mandante, assim, veio a antipatia de todos, hoje , sabemos que ele nada tinha haver com o atentado, que tudo havia sido planejado pelo segurança pessoal do Lacerda, Gregório Fortunato, depois desse atentado, e já com a má fama de um governo Rude, começou a pressão para a renúncia de Getúlio.
Então, dia 24 de agosto, Getúlio pegou uma arma e deu um tiro no Peito, deixando uma carta, que saía da vida para entrar para a história, e o Brasil virou um pandemônio.
Depois de Getúlio,os governantes pegaram a receita que para ser eleito, tinham que ser populares, e veio um presidente populista atrás do outro, cada um com suas ideias revolucionárias, mas, o Brasil virou um caos total, pois entrava um, saía outro, as ideias do um não eram seguidas, um dizia, vamos fazer linhas férreas, o outro vinha e vamos cobrir as linhas férreas, vamos cortar esse direito,vamos voltar com esse direito, então era o jogo da vida do Governo, Pule duas casas, volte 6 casas e fique sem jogar, enfim, balburdia!
Nesse ínterim, apareceu Juscelino Kubitschek, que ganhou as eleições, mas, a esquerda queria proibir que tomasse o poder, mas, o exército garantiu sua entrada.
Este fez muito pelo país, seu Slogan era 50 anos em 5, e foi a fase de maior crescimento da industria automobilista entre outras no Brasil, seu lema era modernização e progresso.
Assim, abriu de vez as portas para as multinacionais e para empresas internacionais que desejassem investir no Brasil, assim o Brasil evoluiu em educação, transporte, energia, alimentação, industria de base e a construção de Brasília.
Em 21 de abril de 1960, Juscelino inaugura Brasília a nova capital do Brasil.
Fora isso, Juscelino deixou um legado, uma das maiores inflações da História, pois já havia pego o país em uma situação difícil pelo caos dos últimos governos, construiu uma cidade do zero, e começou assim a farra das empreiteiras ( hummm, já li isso em algum lugar), deixando o Brasil todo endividado.
Então veio o mato-grossense Jânio Quadros, que entrou como o soldado do Povo, mas, não tinha o apoio do congresso, então ele renunciou, achando que aconteceria o que aconteceu com o Getúlio que voltou com força total, só que a coisa não rolou.
Quem assumiu foi o Vice João Goulart, que quase não assumiu, pois desconfiavam que era comunista, nisso, já rolava a guerra fria entre União Soviética e Estados Unidos, e ter um Presidente que podia ser um comunista no Poder, não seria nada legal. Até que João Goulart, assumiu com o exército de olho nele, e ele começou a falar em reforma agrária, em dar terras para o povo, enfim, os fazendeiros queriam a volta do pessoal do Tenentismo, que já eram generais nessa altura da partida e em 1964, os militares que queriam realmente colocar ordem naquilo tudo, assumiram o poder. Assim o Golpe destituiu o Presidente e 11 dias depois o congresso deu posse ao Primeiro general.
O governo começou com castelo Branco, que dizia que iria colocar ordem e depois devolver a democracia, mas, a linha dura do governo temia a força comunista, então iam ficando mais um tempinho. Assim, assumiu depois de castelo Branco o Costa e Silva, que gerava vários conflitos com a galera da esquerda, e assim, pau neles, alguns queriam a democracia de volta, outros se armaram para impor o comunismo a força, o que não ajudou ao país em nada, uma dessas guerrilheiras foi a Dilma que na sequencia foi a única presidente mulher no país, que deixou o cargo, deixando uma péssima impressão da mulher no governo, e quem foi Dilma na Fila do Pão?
Mas, voltando o tempinho, rolou o AI 5 , que dava poder total ao governo, e vieram os anos de Chumbo, que pioraram ainda mais quando entrou o governo Médice, e logo depois Ernesto Geisel, que começou a dar uma aliviada com a esquerda e diminuir a repressão.
No final dos anos 70, época em que eu nasci, tivemos o último presidente Militar, João Figueiredo, nisso a democracia começou a voltar, no final do governo do Figueiredo, o Brasil foi as ruas pedindo Diretas Já, mas, o primeiro presidente Civil, foi Tancredo Neves que não assumiu, pois ficou doente e faleceu, nas ultimas décadas, todos os governos tiveram momentos importantes, Sarney que assumiu pós Tancredo, criou a constituição de 1988, que ampliou os direitos da cidadania, vieram eleições e veio o bonitinha do Fernando Collor, muito carismático, que prometia acabar com a corrupção, e trouxe a maior inflação da História, sofreu impeachment, foi tirado do cargo, pela geração dos cara Pintadas ( eu faço parte dessa história) , era corrupto. Depois veio Itamar Franco, que criou o plano real, idealizado pelo seguinte Presidente Fernando Cardoso, que privatizou as empresas, modernizou as estatais e deu equilíbrio a economia. Depois dele veio Lula, que hoje, encontra-se Preso por corrupção, que não nasceu em nenhuma Elite e foi o segundo pai dos Pobres, levando a bandeira dos programas sociais, depois veio a Dilma , que foi eleita com o apoio do Lula, aí Dilma começou a se enrolar com as contas, com a administração e sofreu o Impeachment, colocando no Governo,seu Vice, Michel Temer, atual presidente do Brasil,que entrou no poder mesmo enfrentando várias denúncias de corrupção. Todos os Governos tiveram papeis importantes em nossa história, mas, como país jovem que somos, é inevitável estar fadado aos erros, mas, uma hora a gente se acerta.
Um dos maiores erros do nosso país é sem sombra de dúvidas a corrupção, só que ela é altamente relevante para o insucesso de 90 % dos presidentes que já passaram por aqui, e não adianta achar que quem rouba, mas, faz é bonzinho, que não é não. Já temos fama de corruptos no mundo inteiro, e ninguém, justo quer ter alianças com um país que o desconfiômetro tem que estar ligado em garga alta.
Textão hein? O Brasil está parecendo uma galinha querendo voar, pega pressão e cai de novo.
vamos tentar fazer nessa próxima eleição um final feliz para nosso país. Boas Urnas! Izabelle Valladares Mattos (Se copiar dá crédito, pq deu um trabalho danado resumir na sequência dos fatos)

0 comentários:

Obrigada por comentar em meu Blog, sua visita é uma honra, caso deseje fazer alguma solicitação pode usar meu e-mail valladares@grupoliterarte.com.br